Custom Search
Mostrando postagens com marcador CONTATOS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador CONTATOS. Mostrar todas as postagens

Mensagens de Extraterrestres ou de Demônios?, afinal, acreditar no que vemos já esta difícil, imagine no que não vemos!

Mensagens de Extraterrestres ou de Demônios
Alguns dizem receberem mensagens de extraterrestres mas isso pode ser mensagens de Demônios usando a credibilidade das pessoas em ufologia para enganar e desviar da verdade, a bíblia não proibi a ufologia mas nos diz para nos afastar de médios espiritas, pesquisem!
-
Mensagem Canalizada por Greg Giles Mensagem da Federação Galáctica: Muitas famílias que não tinham ideia da nossa existência verão as nossas naves e o nosso povo através das suas televisões, e muito mais além...
-
leia mais...

Eventos Astronômicos Raros e as Conexões com Óvnis e Seres Extraterrestres


Eclipse solar que ocorrerá em 21 de agosto de 2017 02
Visitantes de outros mundos estariam preocupados com a raça humana ou com a ordem cósmica?
-
Sonhos estranhos relacionados com visitantes extraterrestres, visões de entidades cercadas de luz, movimentação celeste de objetos voadores não identificados e por fim vórtices de energia abrindo-se no céu em direção a Terra.
-
O que estaria causando esta “movimentação” incomum de energias em nosso planeta e próximo de nossa atmosfera?
-

Estar tranquilo em um ambiente, como em seu próprio quarto, lendo ou assistindo a um filme e ter a sensação de que alguém além de você esta presente tentando se comunicar poderia ser uma bela cena de um filme de suspense ou terror, mas acredite recentemente este tipo de evento tem se manifestado ao redor do mundo, ocorrendo até mesmo diante dos olhos mais céticos.
-
Nossa visão antes limitada estaria se tornando apurada e sensível ou chegou o grande momento de nos conscientizarmos de que somos apenas mais uma parte importante da vida no universo equilibrado do criador?
-
Muitos questionam e zombam daqueles que firmemente alimentam a crença na vida em outros mundos – sejam eles dimensionais ou do mesmo plano planetário, porém até quem não acreditava, passou a alimentar a dúvida da possibilidade de vida alienígena inteligente. Uma experiência vivida e que não tenha uma explicação, pode mudar a forma de pensar do cético que se apoia apenas na ciência. Já está mais do que comprovado de que entusiastas pesquisadores e cientistas da ufologia defendem a possibilidade de vida inteligente além de nossa realidade por terem vivido algum tipo de experiência incomum e inexplicável em suas vidas, sejam elas vividas durante suas infâncias ou depois de adultos.
-
Eu passei a chamar este salto comportamental da abertura da visão ufológica de “Gatilho Ufológico”.
-
Quando este mecanismo articulado é acionado pela consciência humana um novo universo é vislumbrado pela mente do protagonista expectador dos eventos. Curiosamente, quem foi atingido por este gatilho passa a ter uma forte atração pelo assunto.
-
Muitos se tornam um imã que passa a atrair outros que também compartilharam de visões e ou interações – contatos com entidades que vibram em níveis diferentes das partículas de nossa realidade.

Indiscutivelmente a ufologia necessita da astronomia para poder caminhar através do plano comparativo e analítico dos fenômenos, mas também a utiliza como ferramenta para compreender e estudar cientificamente a possibilidade real de vida inteligente em outros planetas.
-
Existem certas regras da astronomia que devem servir de base para que a ufologia tenha argumentos científicos que sustentem suas teorias de que raças alienígenas mantém uma comunicação há milhares de anos com nosso planeta.
-
Então quem quiser fazer ufologia tem que ter uma pequena bagagem de conhecimento astronômico para discernir eventos meramente naturais (astronômicos) daqueles que são genuinamente incidentes ufológicos.
-

Na velocidade da luz conduzida pelas fibras do conhecimento de nossa sociedade atual somos bombardeados por milhões, senão bilhões de fótons de informação que trafegam na rede de cabos, assim como na química de nossos neurônios.
-
Esta “galena de rádio” de múltiplos canais e frequências fez despertar setores de nosso cérebro, aumentando nossa capacidade pensante e perceptiva – elétrons saltando a níveis antes nunca atingidos.
-
Ao mesmo tempo nossos filtros redundantes devem agora selecionar muito mais as ideias e a informação que recebemos deste universo informativo incalculável que estamos mergulhados. Mas, ainda assim a mente humana, mesmo com todas as mudanças fisiológicas, elétricas e químicas a que foi submetida, continua como num passado remoto a trazer das sombras as concepções artísticas de um iminente FIM DO MUNDO. Esta ideia conceptiva de fim pode ter na verdade algo plantado dentro de nossa energia maior – o espírito e tem como finalidade de nos preparar para um novo estágio – a morte do antigo para o nascimento do novo, do desconhecido, entretanto essencial para nossa evolução.

-
Ligar fenômenos astronômicos às profecias de extinção da raça humana tornou-se através dos tempos uma espécie de centrismo de pensamentos pessimistas de extermínio da vida na Terra. Mais recentemente nasceu a ideia de que os extraterrestres que nos visitam estão preocupados com nossa espécie.
-
Como se fossem anjos protetores da raça humana, quando na verdade, penso eu, que se preocupam com o equilíbrio cósmico de uma massa incomensurável de partículas interconectadas.
-
Acredito que dizer, que por razão de um evento celestial como um Eclipse Solar, todo o equilíbrio será alterado ou destruído é um parecer pouco científico diante das inúmeras forças físicas que regem a vida no universo.
-
Acredito sim, que eventos astronômicos desta espécie sejam monitorados por inteligências superiores e que "eles" até possam estar, através de sua tecnologia avançada evitando unicamente que algum tipo de evento que cause desfavorável alteração da “balança cósmica” venha ocorrer.
-
Este monitoramento alienígena, talvez possa explicar porque durante eventos astronômicos raros, ocorre um aumento da atividade de “comunicações entre mundos” e consequentemente um crescimento dos avistamentos de óvnis.
-
Portais ou vórtices abrem-se no céu, óvnis são avistados numa onda sem precedentes. Entretanto, quanto ao fato de teorias que relacionam-se com nossa destruição, penso como Antoine Laurent Lavoisier em sua lei da Conservação das Massas: “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.
-



Fiquem Bem
-
leia mais...

A maior operação militar brasileira para investigar discos voadores

A maior operação militar brasileira para investigar discos voadores 00
Naquele 5 de dezembro de 1977, o capitão da Aeronáutica Uyrangê de Hollanda Lima estava ansioso. Afinal, ele tinha mais uma reunião com o brigadeiro Protásio Lopes de Oliveira, comandante do 1º Comando Aéreo Regional (Comar 1), de Belém. Pela primeira vez desde que começara a investigar a suposta aparição de discos voadores na região do Pará, o capitão Hollanda teria o que relatar aos seus superiores.
-
Nas ocasiões anteriores, sempre que alguém lhe perguntava se tinha visto algo estranho, limitava-se a dizer: "Vi luzes. Nada mais". Daquela vez, porém, o capitão Hollanda e o sargento João Flávio Costa tinham avistado, poucos dias antes, um "troço enorme", de uns 100 metros de comprimento, sobrevoando o rio Guajará-Mirim.
-
Distante 70 metros da embarcação onde estavam, o tal objeto, no formato de uma bola de futebol americano, "grande e pontuda", tinha sido fotografado e filmado pelos militares. Não havia mais dúvida: era um objeto voador não identificado (ovni). E, no interior dele, supostamente havia uma "criatura extraterrestre".
-
Na hora da reunião, o brigadeiro Protásio não compartilhou do entusiasmo do capitão Hollanda. Pelo contrário. Depois de ouvir atentamente a história, mandou suspender a operação. Sua decisão, até hoje, intriga ufólogos.
"Infelizmente, todos os militares que participaram da Operação Prato já morreram.
-
O último, aliás, foi o capitão Hollanda", lamenta o jornalista e ufólogo Ademar José Gevaerd, editor da revista UFO. "A Aeronáutica afirma que todas as informações relativas à Operação Prato já foram disponibilizadas, mas não acredito nisso", afirma.
-
Em agosto de 1997, Gevaerd recebeu um telefonema do capitão Hollanda, querendo agendar uma entrevista. Na mesma hora, ele e o coeditor da revista, Marco Antônio Petit, viajaram até Cabo Frio, na região dos Lagos fluminense.
A maior operação militar brasileira para investigar discos voadores 01
Em casa, o coronel reformado contou detalhes da operação. Voltou a relatar os seus muitos avistamentos, admitiu que teve medo de ser abduzido e revelou que a investigação foi amplamente documentada. Só de fotografias havia mais de 500. Isso sem falar das 16 horas de filmagens (nos formatos Super-8 e Super-16) e de um calhamaço de 2 mil páginas de relatórios.
-
"Aquele monstro azul, embora tivesse um brilho muito forte, podia ser olhado diretamente sem que ardessem as vistas", declarou à revista UFO.
-
Dois meses depois de conceder a bombástica entrevista, o coronel Hollanda tirou a própria vida, enforcando-se no quarto de casa com a corda do roupão. Houve quem especulasse que ele teria sido assassinado por revelar informações sigilosas e colocar a segurança nacional em risco. Ou, ainda, quem assegurasse que Hollanda não morreu: apenas mudou de identidade e deixou o país.
-
Gevaerd rebate essas versões. "Não acredito em queima de arquivo ou teoria da conspiração. Ele já havia tentado o suicídio antes", diz.
-

'Raios luminosos'

-
Por essas e outras razões, a Operação Prato continua a ser apontada por ufólogos do Brasil inteiro como um dos mais intrigantes casos de avistamento de ovnis já registrados no país. Os primeiros relatos começaram a surgir em setembro de 1977.
-
Os habitantes de Colares, Mosqueiro e Ananindeua, entre outros povoados de Belém, garantem ter sido atacados por "raios luminosos" vindos do céu.
-
"Dois orifícios paralelos, como se agulhas tivessem penetrado a pele das pessoas", descreveu a psiquiatra Wellaide Cecim Carvalho, então diretora da Unidade de Saúde de Colares, vila de pescadores a 96 km da capital, à equipe do programa Linha Direta - Mistério, exibido em 25 de agosto de 2005.
-
Segundo relatos da médica, os pacientes davam entrada no posto de saúde com sintomas de anemia, tontura e febre e, ainda, marcas de queimadura de primeiro grau pelo corpo. Logo, o fenômeno foi apelido pelos ribeirinhos de "chupa-chupa" ou "luz vampira".
-
"Nunca me esqueci do pânico estampado no rosto das pessoas que diziam ter sofrido ataques por luzes que desciam dos céus e extraíam sangues delas", recorda o jornalista Carlos Mendes. Escalado para cobrir o caso pelo jornal O Estado do Pará, calcula ter entrevistado 80 testemunhas.
A maior operação militar brasileira para investigar discos voadores 02
Tomados pelo pavor, os moradores da região se uniram para afugentar os invasores. Não passava pela cabeça deles que o intruso pudesse ser de outro planeta. A hipótese mais provável era obra do demônio ou castigo divino.
-
À noite, famílias inteiras acendiam fogueiras, batiam latas e soltavam fogos de artifício. Outras, mais religiosas, rezavam o terço. Outras, ainda, empunhavam paus, pedras e espingardas. Diante do desespero da população, o prefeito pediu socorro às Forças Armadas.
-
Foi quando o coronel Camilo Ferraz de Barros, chefe da 2ª Seção do Comar 1, convocou o capitão Hollanda, então comandante do Para-Sar, um esquadrão de elite da Força Aérea Brasileira (FAB) que realizava operações de busca e salvamento, para chefiar a missão.
-

'Castigo divino' x 'ação comunista'

-
Durante quatro meses, Hollanda e seus homens permaneceram no litoral do Pará, munidos de binóculos, câmeras fotográficas e máquinas filmadoras, entre outras engenhocas. De dia, entrevistavam as vítimas dos ataques e as testemunhas dos avistamentos. À noite, se revezavam para monitorar o céu.
"A Operação Prato foi a maior missão militar para investigar ovnis de que se tem notícia no mundo", classifica Gevaerd. Thiago Luiz Ticchetti, presidente da Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU), concorda: "O que mais me impressiona é o fato de termos investigado algo tão incrível e, ainda hoje, não sermos capazes de explicar o que aconteceu."
A equipe chefiada pelo capitão Hollanda contava, entre outros, com o 1º tenente médico Pedro Ernesto Póvoa. No dia 26 de outubro de 1977, o psiquiatra foi a um vilarejo chamado Santo Antônio de Ubintuba, no município de Vigia, ouvir relatos de avistamentos e ataques de luzes insólitas.
A maior operação militar brasileira para investigar discos voadores 03
Na hora de redigir seu relatório, o psiquiatra deu o veredicto: "Histeria coletiva".
"Depois que os fatos ganharam as manchetes dos jornais, militares da Aeronáutica tentaram controlar a imprensa. Diziam que nós, repórteres, estávamos agindo com sensacionalismo e que as notícias publicadas só serviam para causar pânico", afirma o jornalista Carlos Mendes.
A certa altura da operação, agentes do antigo Serviço Nacional de Informações (SNI) foram chamados para ajudar nas investigações.
-
Jorge Bessa era um dos oficiais do SNI deslocados para Belém. Em seu primeiro dia na Ilha do Mosqueiro, a 80 km da capital, avistou, por volta das 8h da noite, um objeto luminoso.
-
"Ele piscou três vezes, realizou pequenas manobras e, em seguida, desapareceu em grande velocidade. Não deixou dúvidas de que obedecia a um comando inteligente", relata Bessa, que narrou suas aventuras no livro Discos Voadores na Amazônia, lançado no ano passado. "O fenômeno era visível a todos. Bastava olhar para o céu", diz.
-

Acervo

-
Quarenta anos depois, ufólogos ainda tentam ter acesso ao material coletado durante a Operação Prato. "Onde estão as fotos que o capitão Hollanda e sua equipe tiraram? E as filmagens? Que fim levou esse material?", indaga Thiago Luiz Ticchetti, da CBU.
-
Por intermédio de sua assessoria de imprensa, a Aeronáutica informou que todo o material disponível sobre ovnis já foi encaminhado ao Arquivo Nacional. E mais: não dispõe de profissionais especializados para realizar investigações científicas ou emitir parecer a respeito deste tipo de fenômeno aéreo.
-
Mas nem sempre foi assim. Entre 1969 e 1972, a Aeronáutica chegou a ter um órgão específico para tratar do assunto. Até ser extinto pelo governo militar, o Sistema de Investigação de Objetos Aéreos Não Identificados apurou mais de 70 casos de avistamentos de discos voadores.
-
Hoje, o acervo sobre ovnis é um dos mais visitados do Arquivo Nacional. Só nos últimos 30 dias, foram quase 12 mil acessos. Do total de 753 relatórios disponibilizados, material que abrange um período de 63 anos (1952-2015), apenas seis dizem respeito à Operação Prato. Vão de 2 de setembro de 1977 a 28 de novembro de 1978 e englobam 15 municípios do interior do Pará.
-
"O material disponível para consulta pública é apenas a ponta do iceberg", afirma o ufólogo Edison Boaventura Júnior, presidente do Grupo Ufológico do Guarujá (GUG).
-
Segundo Gevaerd, a filha do brigadeiro Protásio, uma pedagoga aposentada, é uma das poucas felizardas que tiveram acesso às filmagens ultrassecretas. "Entre outros fatos aterradores, ela cita a nave-mãe pairando sobre o rio Amazonas", alega.
-
Outra cena impressionante, aponta Edison, é a que revela um ovni submergindo nas águas do rio Tapajós em plena luz do dia. A filmagem, segundo o ufólogo, teria sido feita pelo sargento João Flávio Costa, o braço-direito do capitão Hollanda.
-
"A única certeza que tenho é que estamos diante de um dos maiores enigmas da ufologia. E mais: os avistamentos não acabaram", diz Edison, alegando que "40 anos depois, discos voadores continuam aparecendo naquela região".
-
FONTE: BBC
leia mais...

Entrevista com o Extraterrestre EXPOSTA: a conversa é realmente profunda, muito rápida ...

Entrevista com o Extraterrestre
Desde a sua criação, a área 51 foi preenchida com especulações sobre o que realmente acontece lá. Houve inúmeras teorias e adivinha o que é realizado por dentro. Especulações que vão desde a presença extraterrestre até a construção de nossos próprios OVNIs.

-

Quaisquer que sejam as verdades ocultas nas instalações secretas, é sabido que ninguém tem permissão para estar perto da área. Nenhuma imagem é permitida, e até mesmo o próprio presidente está em necessidade de conhecer a base, e não pode andar no local sem motivo.

image

Este vídeo foi lançado em 2016, de uma suposta entrevista que aconteceu na base da Área 51 em 1964. O vídeo mostra o que parece ser uma forma de vida extraterrestre que afirma ter viajado milhares de anos-luz para observar as atuais operações da Terra Devido à destruição de provas. O intrigante é que ele afirma ser da Terra, um descendente evolucionário do nosso futuro distante. O ser no vídeo nos mostra que ainda há muita informação por aí que ainda não somos capazes de compreender. Conhecimento das maiores questões da vida.

-

Se é falso ou não, ainda estamos sem séculos para poder entender as descobertas do tempo deste. Tente pensar além de nós mesmos, e neste período de tempo. Está comprovado que o universo abrange bilhões de anos-luz de distância; O equivalente a um átomo em nossos corpos. Com nossa vida útil de cerca de 80 anos, como podemos confirmar o que está acontecendo fora da galáxia, nosso planeta mesmo.

-

Se você acredita no que é neste vídeo ou não, isso mostra uma dura verdade sobre nosso mundo e como a humanidade está evoluindo. Ele abre uma luz e, possivelmente, até uma nova perspectiva sobre alguns temas importantes como a viagem espacial, a religião, a existência de Deus, a origem do nosso universo, o dogma político, a extinção, a morte e até mesmo a guerra nuclear. Dê uma olhada no vídeo e veja por si mesmo:

-

FONTE:ewao
leia mais...

Regras e regulamentos para contato extraterrestre pelas Nacões Unidas

contato extraterrestre
Pessoas que falam seriamente sobre a existência de vida extraterrestre são geralmente consideradas um pouco menos do que são. No entanto, à medida que os seres humanos exploram o universo, algumas agências oficiais, como as Nações Unidas e o Congresso dos Estados Unidos, julgaram prudente estabelecer regulamentos oficiais no caso de realmente encontrarmos vida alienígena. Se os extraterrestres escolherem entrar em contato com a Terra ou os astronautas encontrarem civilizações alienígenas, nós ao menos temos essas dez regras que terão que ser levadas em consideração para evitar multas, prisões ou outras sanções graves.
10. Astronautas devem ser colocados em quarentena contato com extraterrestres
Em 1969, o Congresso dos Estados Unidos aprovou a Lei de Exposição Extraterrestre. Ela exige que todos os astronautas que retornam de viagens ao espaço sejam colocados em quarentena por um período de tempo para garantir que eles não tragam do espaço inconscientemente (ou conscientemente) alguma forma de vida. Essa norma foi aprovada pouco antes da missão Apollo 11 porque a Nasa não estava tão preocupada com pequenos homens verdes quanto com germes nunca antes trazidos à Terra que poderiam causar um surto.
Estranhamente, esta lei foi mal interpretada por alguns, que acreditavam que a lei tornou ilegal para os americanos fazer contato com alienígenas. A lei foi revogada em 1977, depois de várias missões espaciais bem-sucedidas da Nasa mostrarem que os astronautas não estavam transportando contaminantes do espaço. Apesar disso, as pessoas, irritadas, ainda publicam longos textos na internet, reclamando sobre como é injusto que eles sejam impedidos de entrar em contato com extraterrestres e exigindo que a lei seja revogada. Alguém devia contar para eles a boa notícia que ela já foi – há décadas.
9. Informações sobre vida extraterrestre devem ser comunicada imediatamente à ONU
Em 1967, as Nações Unidas criaram o Tratado sobre os Princípios que Governam as Atividades dos Estados na Exploração e Uso do Espaço Exterior, incluindo a Lua e Outros Corpos Celestes. Ele é muitas vezes chamado de “Tratado do Espaço Exterior” para facilitar a vida de todo mundo. Ele foi inicialmente assinado pela Rússia, Reino Unido e Estados Unidos, mas agora foi assinado por mais de 125 países.
O Artigo V do Tratado do Espaço Exterior diz: “Os Estados Partes no Tratado informarão imediatamente os demais Estados Partes no Tratado ou o Secretário-Geral das Nações Unidas de quaisquer fenômenos que descobrirem no espaço exterior que possam constituir um perigo para a vida ou saúde dos astronautas “. Isso incluiria naturalmente a descoberta de extraterrestres.
Em 2011, o diretor do Escritório das Nações Unidas para Assuntos do Espaço Exterior, Mazalan Othman, deu um discurso no qual ela supostamente disse que antes de fazer contato com extraterrestres, a Terra deveria ter sistemas preparados para lidar com a interação. Isto levou a boatos que Othman seria nomeada como a “embaixadora dos alienígenas” – ela negou os rumores.
Independentemente disso, por causa do Tratado do Espaço Exterior, as Nações Unidas estarão entre as primeiras a saber caso os astronautas encontrem vida alienígena.
8. Regras para contato inicial com extraterrestres
A descoberta da presença de água líquida na superfície de Marte fez aumentar a probabilidade de haver vida por lá. O Tratado do Espaço Exterior proíbe a possível contaminação da vida alienígena pelos seres humanos e pela tecnologia humana. Qualquer lugar com água líquida é considerada uma “região especial”, com regras específicas para exploração. Outras “regiões especiais” incluem lugares com atividade vulcânica ou cavernas.
É por isso que as sondas da Nasa não foram tirar fotos da água líquida em Marte, apesar de toda a animação a respeito da descoberta. Os rovers não cumprem os padrões de esterilização necessários para serem considerados seguros o suficiente para serem enviados em uma missão de coleta de dados em áreas onde poderia haver formas de vida.
Seres humanos também não devem se aproximar destas áreas até que robôs estéreis tenham feito estudos iniciais. Porém, à medida que várias empresas, incluindo a Nasa, Space-X e Mars One, avançam em seus planos de enviar seres humanos a Marte, surge a pergunta: será que os seres humanos obedecerão às regras e ficarão longe de um lugar que poderia guardar a maior descoberta da nossa era?
O que nos leva à nossa próxima lei…
7. Direito marítimo para os colonizadores espaciais
De acordo com o Tratado da ONU sobre o Espaço, nenhum ser humano ou nação pode possuir uma parte ou todo um planeta porque eles são a “província de toda a humanidade”. Com diferentes nações trabalhando para possibilitar a habitação de longo prazo e eventual colonização de Marte, a questão se torna quais leis se aplicam em Marte para os terráqueos (que se tornaram extraterrestres)?
A ONU tem uma declaração para lidar com essa situação. Em 1962, as Nações Unidas adotaram a Declaração de Princípios Jurídicos que Governam as Atividades dos Estados na Exploração e Uso do Espaço Exterior, que afirma que quem envia um foguete para o espaço manterá a jurisdição sobre ele e as pessoas dentro dele. Assim como a tripulação de um navio em águas internacionais, a tripulação de uma nave em Marte seria obrigada a seguir as regras do país que lançou o navio. Por exemplo, os astronautas da Nasa têm que seguir as leis dos EUA.
6. Aliens também são pessoas
Em 1953, o advogado e antigo vice-presidente da Federação Astronáutica Internacional, Andrew Haley, publicou um artigo no qual discutia a ideia de tratar alienígenas como qualquer ser humano gostaria de ser tratado, apesar de virem de outros lugares do espaço. Esta ideia da Regra de Ouro foi expandida para incluir a vida extraterrestre foi cunhada como uma “metalei”.
A metalei foi posteriormente elaborada pelo advogado austríaco Ernst Fasan, que a expandiu para incluir três princípios-chave:
1) Os seres humanos não devem machucar alienígenas;
2) Aliens e humanos são iguais;
3) Os seres humanos devem reconhecer a vontade dos extraterrestres de viver e de ter um espaço seguro para viver.
Em outras palavras, não dê uma de Will Smith em “Independence Day” e soque a cara de um alienígena quando encontrar com ele.
5. Astronautas são emissários da raça humana
A ONU, com todas as suas regras sobre a exploração espacial, não esqueceu o velho ditado: “A primeira impressão é a que fica”. É por isso que a Declaração de Princípios Jurídicos que Governam as Atividades dos Estados na Exploração e Uso do Espaço incluiu uma sessão determinando que os astronautas devem ser reconhecidos como “emissários da humanidade no espaço”.
Isso obviamente nos a pergunta se o treinamento dos astronautas inclui algum tipo de curso de etiqueta sobre como fazer o primeiro contato sem envergonhar o restante da nossa espécie. De acordo com o astronauta aposentado Clayton C. Anderson, porém, o programa de treinamento de astronautas da Nasa não inclui esse tipo de aula.
4. Extraterrestres podem ter de pagar impostos
Pedir para os alienígenas fazerem sua declaração de imposto de renda parece não ser a melhor ideia de como causar uma boa impressão – e, mesmo assim, eles podem ter que se submeter ao nosso sistema tributário.
De acordo com a legislação dos EUA, pelo menos, qualquer coisa vendida pelos Estados Unidos no espaço é considerado como tendo sido vendida dentro do país. Isso a torna sujeita à legislação tributária norte-americana. A lei, claro, não diz nada sobre isenções para vendas a formas de vida extraterrestres.
Além disso, as regras fiscais dos EUA também se estendem aos itens trocados por outros itens – o que meio que jogaria um balde de água fria no intercâmbio de tecnologia interplanetária. A Nasa, no entanto, é isenta de impostos, então eles possam fazer qualquer tipo de negócios que quiserem. Infelizmente para os alienígenas, a menos que eles já tenham se registrado como uma organização sem fins lucrativos nos EUA antes da negociação, eles podem estar em uma primeira lição desagradável de como é a vida de um humano pagador de impostos.
3. Nós podemos abduzir extraterrestres
O primeiro ser humano a receber ampla atenção por seu relato de uma abdução alienígena foi um brasileiro chamado Antonio Vilas Boas. Em 1957, Vilas Boas, então com 23 anos, afirmou ter sido sequestrado por alienígenas.
Sete anos antes, os militares dos EUA elaboraram seu plano de primeiro contato, chamado Sete Passos para o Contato, no qual um dos passos é sequestrar alguns dos alienígenas (se eles forem tecnologicamente inferiores) para estudá-los. Isso mesmo: nós poderíamos ser os aliens assustadores roubando seres de seus planetas e os devolvendo mais tarde para contar sua história de horror para seus compatriotas incrédulos.
Algumas pessoas acreditam, na verdade, que a sugestão de abduções presente nos Sete Passos para Contato pode ter levado aos relatos de abdução alienígena.
2. Um “olá” mundial
O Comitê Permanente da Academia Internacional de Astronáutica do Instituto de Pesquisa de Inteligência Extraterrestre (IAA SETI, do inglês) é uma organização internacional que está fazendo exatamente o que seu nome diz: caçando alienígena. Eles monitoram diferentes tipos de ondas (por exemplo, ondas de rádio, microondas), procurando possíveis transmissões alienígenas.
Enquanto as pessoas que realizam experimentos SETI nem sempre foram muito respeitadas, alguns nomes e agências de alto escalão apoiaram a SETI e seus métodos. Em 1896, Nikola Tesla sugeriu que as ondas de rádio poderiam ser usadas para enviar mensagens a extraterrestres. Desde a década de 1960, a Nasa tem financiado a SETI com recursos federais.
O Comitê Permanente da IAA SETI redigiu a Declaração de Princípios sobre Atividades Subsequente à Detecção de Inteligência Extraterrestre (essas coisas nunca têm nomes simples). O documento estabelece regras básicas caso alguém, usando experimentos do SETI, realmente detecte sinais alienígenas.
Se tal sinal for detectado e verificado, nenhuma resposta deverá ser dada até que a informação tenha sido compartilhada internacionalmente e uma resposta comum seja formulada. Isso pode significar que uma bastante tempo vai passar entre nossa detecção de sinais alienígenas e nossa resposta a eles. Só podemos esperar que os extraterrestres sejam mais pacientes do que os terráqueos.
1. Desculpe, alienígenas, mas o espaço é da Terra
Como mencionado anteriormente, o Tratado do Espaço Exterior da ONU chama o espaço e os planetas de “a província de toda a humanidade”. A ONU também garante que todos os países sujeitos a ela se responsabilizem por qualquer dano causados a outros planetas. Isso poderia complicar as coisas se a Terra resolver dar uma de Pedro Álvares Cabral e declarar como sua a casa de outra pessoa.
Isso seria ainda mais sério se a Lei de Assentamento Espacial, proposta pelo engenheiro e matemático Rand Simberg, seja aprovada. Ele sugere que uma espécie de tomada de terra planetária levaria a uma colonização mais rápida e tornaria a economia da Terra. Possuir parte ou um planeta inteiro vai contra o Tratado do Espaço Exterior, mas isso só se aplica às nações que o assinaram. E não seria preciso muito para uma nação declarar que está se retirando do tratado e começar a fincar bandeiras e cercas no chão extraterrestre.
O único problema que é outros países pode não escolher reconhecer esta propriedade – assim como outras formas de vida.
Isso tudo também leva a uma pergunta: que tipo de leis os alienígenas podem ter para nós?
-

leia mais...

Um contato ou uma vítima de controle mental?

CONTROLE DA MENTE 02
É possível que um dos mais conhecidos UFO "Contactes" da década de 1950 tenha sido vítima de uma operação secreta MK-Ultra-mind-control de controle? Vamos dar uma olhada. Orfeo Angelucci foi alguém que reivindicou encontros significativos, cara a cara, com ET's de cabelos longos e de aparência humana do tipo paz e amor. Space-hippies, em outras palavras. As publicações de Angelucci sobre suas supostas experiências incluiu o segredo do Pires e Filho do Sol .
CONTROLE DA MENTE 01
Embora as afirmações de Angelucci de contato extraterrestre tenham sido vistas como a verdade literal ou simplesmente o material da fantasia esmagadora, com o benefício da retrospectiva, há razões para pensar que pelo menos algumas das experiências do homem podem ter sido o resultado de clandestinos, psicodélicos - Atividade de estilo MK-Ultra baseada Em outras palavras, partes integrantes da história de Angelucci podem ter tido muito menos a ver com extraterrestres literais e muito mais a ver com drogas alucinogênicas e operações secretas, governamentais.
No final de 1954, Angelucci ocupou um emprego em Twentynine Palms, Califórnia . De acordo com Angelucci, uma noite, no meio de dezembro de 54, ele decidiu comer em um restaurante próximo que era administrado por um personagem conhecido por todos como "Minúsculo". Angelucci mais tarde se lembrou quando se aproximou do restaurante: "Eu senti uma estranheza na ar. Há um feitiço cósmico sobre o deserto a maior parte do tempo, mas hoje a noite o mistério era menos distante e intangível; Estava perto e pulsante. "Os instintos de Angelucci sobre o sentimento de" estranheza no ar "estavam bem no alvo.
De acordo com Angelucci, "como se estivesse debaixo de um feitiço", ele estava atraído para uma mesa em particular onde um homem estava sentado, e que fez um gesto para que Angelucci se sentasse. Apresentando-se apenas como Adão - um nome que ele admitiu era um apelido - o homem explicou que ele era um médico de 37 anos de Seattle que havia lido o primeiro livro de Angelucci, The Secret of the Saucers . Adam também disse que estava doente, e que seu tempo deixado na Terra era curto no extremo.
Alguma forma de sincronicidade certamente juntou o casal, disse Adam. Com sua vida perdendo, Adam havia alugado uma cabana na área de Twentynine Palms, onde pretendia passar seus últimos dias, ponderando sobre o significado da vida e da morte. Curiosamente, disse Angelucci, antes de embarcar ao longo de sua extraordinária história, Adam tirou do bolso "uma pelota de ostras branca", entregou a Angelucci e fez um gesto para colocá-lo em seu copo de água - o que Angelucci fez, Aparentemente sem um pensamento. Seja qual for a sua natureza, o pellet teve um efeito profundo sobre Angelucci: "Engoli duas vezes. Naquele instante, entrei, com Adão, em um estado mais exaltado e tudo ao meu redor assumiu uma aparência diferente. "Em termos simples, Angelucci tinha sido drogado; E, possivelmente, por uma droga de uma natureza especialmente curiosa. Isso é o que acontece quando você obtém o negociante errado. Ou o certo.
image
Não deve acontecer que as experiências estranhas e surrealistas de Angelucci com o Adam decididamente misterioso ocorreram somente depois que Angelucci precisava beber um líquido de origem e natureza desconhecida - mas que teve efeitos claramente profundos em seu estado mental. Com isso em mente, considere o seguinte, citações relevantes de Angelucci que destacam seu estranho encontro com Adam no Tiny's Diner:
"... Peguei o grânulo e joguei no meu copo. Imediatamente a água borbulhou, girando lentamente na clara e clara âmbar contida no próprio copo de [Adam]. Levantei o copo a poucos centímetros da mesa, olhando-o com uma sensação de que esta poderia ser a bebida que eu não ousei esperar. O aroma emocionante que surgiu dele não podia confundir ... Eu fiquei emocionante da cabeça aos pés enquanto levava o copo, levantei-o aos meus lábios e engoli duas vezes. Naquele instante, entrei, com Adão, em um estado mais exaltado e tudo ao meu redor assumiu uma aparência diferente. Já não estava no café de Tiny em Twentynine Palms. Tinha sido transformado em um retiro acolhedor em algum sistema de estrelas radiante. Embora tudo permaneça em sua mesma posição, acrescentou beleza e significado foram dadas às coisas e pessoas presentes lá ".
Angelucci continuou dizendo que ele "... olhou para o copo e ficou com espanto. Uma jovem em miniatura estava dançando no néctar! Sua beleza loira de ouro era tão atraente quanto o milagre de sua projeção no copo. Seus braços se moviam em movimento rítmico com os movimentos graciosos de seu corpo dançante. Seus pés eram tão leves e sensíveis que a própria música parecia emanar deles ... Logo, o líquido no copo baixou para o meio caminho. Estava sendo drenado tão misteriosamente como havia sido trazido. Os dois jovens marines estavam olhando para nossa mesa com muita atenção.
Enquanto alguns podem discordar, o conto de Angelucci tem todas as características de alguém que faz uma longa e sinuosa viagem do tipo definitivamente químico e depois de tomar uma bebida. Angelucci afirmou que o restaurante anteriormente inócuo estava agora "transformado em um retiro acolhedor em algum sistema de estrelas radiante". Desnecessário dizer que esta não é a experiência que a maioria das pessoas reporta em tomar um gole ou várias bebidas no jantar médio. "Adicionado beleza e significado" de repente foram dados a todas as coisas em torno de Angelucci, como sua mente radicalmente transformada começa a navegar com entusiasmo em estratos anteriormente inexplorados. Ele ouviu música cativante que o levou a comentar: "Nenhum som poderia ser tão encantador a menos que seja interpretado por algum músico habilidoso".
E o que devemos fazer do que Angelucci descreveu como "dois jovens marines [que] estavam olhando para nossa mesa com muita atenção"? O par, talvez, presente para monitorar a situação, e para garantir que as coisas não saíssem da mão? Se for o caso que as experiências de Angelucci com Adam foram de fato patrocinadas por alguma agência, então é preciso perguntar uma questão-chave: qual foi a motivação de uma atividade tão bizarra?
image
Para fornecer uma possível resposta a esse enigma, precisamos dar atenção ao mundo do comunismo. Em seus primeiros escritos, Angelucci falou brevemente sobre um misterioso "elemento subversivo" com quem ele se encontrou enquanto "no meu passeio pelo Oriente" e que tentou "me converter ao comunismo e inclinar minhas conversas ao longo da Linha do Partido". Desta revelação, pode ser aconselhável considerar a possibilidade muito real de que as experiências de Angelucci com Adão não tenham absolutamente nada a ver com o que pode ter ocorrido antes, encontros genuinamente anómalos.
Se os elementos do oficialismo estivessem preocupados com o fato de alguns dos novatos mais antigos atuarem como porta-entalhe para o comunismo, faz sentido que esses mesmos elementos pudessem ter desejado verificar as motivações de todos e cada um dos primeiros contatados de forma ascendente e pessoal nível. Levando em consideração o fato de que Angelucci admitiu abertamente ter sido abordado por um "elemento subversivo" que tentou, em suas próprias palavras, "me converter ao comunismo e inclinar minhas conversas ao longo da Linha do Partido", tal possibilidade faz ainda mais sentido .
E, o melhor caminho para os homens de trajes pretos cobrir suas faixas do que mergulhar Angelucci em um estado de maravilha, iluminação e abertura, alimentado por drogas, observando cuidadosamente, registrando e avaliando seu caráter e motivações - e com um casal O pessoal militar estava sentado nas proximidades, apenas no caso de a experiência alimentada com psicodélica ter sido catastrófica e sem graça? Um pensamento sóbrio, para dizer o mínimo, e um que pode ter profundas implicações para toda a controvérsia do contato.
-
leia mais...

Contatos imediatos no Afeganistão?

Contatos imediatos no Afeganistão

Muito antes do Afeganistão ter se associado com a “Guerra Contra o Terror”, coisas estranhas e misteriosas estavam acontecendo nos céus daquele país.  E isso chegou a tanto, que o Departamento de Estado dos EUA ficou interessado no assunto.

Estamos falando de OVNIs.  Estamos também falando de arquivos anteriormente secretos sobre o assunto, os quais foram liberados sob a legislação de Liberdade da Informação.  Em 04 de fevereiro de 1981, um certo Sr. Archard – reportando para a Embaixada dos EUA em Aslamabad, Paquistão – preparou um documento intitulado “Close Encounters in Afghanistan” (Encontros Imediatos no Afganistão).  Trata-se de um documento que possui um tema distinto sobre OVNIs, mas que também endereça à questão dos OVNIs poderem ser dispositivos secretos da antiga União Soviética.  Seja lá qual for a verdade, tudo começou em 1980, e continuou a preocupar as autoridades estadunidenses em 1981.

Archard escreveu:

“Estou convencido que há substância em muitos dos relatos de viajantes do Afeganistão, de que o Exército Vermelho esteja usando lá um tipo de luz de alta intensidade e muito poderosa.  A luz pode ser usada em conexão com a defesa de perímetro e/ou segurança nas estradas.  Ouvimos e reportamos relatos deste fenômeno desde setembro, primariamente de jornalistas e aventureiros.  Estes descreveram estranhas luzes iluminando amplas porções – tipicamente muito de, ou mais do que, um quarto (25%) – do céu do Afeganistão.  Os locais dos avistamentos reportados a nós têm sido Ghazni (agosto de 1980), Nuristan (setembro de 1980) e Khost (janeiro de 1981).

A documentação do Departamento de Estado continua com o seguinte:

“Relatos possuem em comum as mais brilhantes das luzes, as distâncias das quais elas são discerníveis, e o tamanho das áreas que elas parecem iluminar (mais – talvez muito mais – do que 5 milhas (8 km) em diâmetro).  Relatos diferem; alguns falam sobre fachos estreitos que são comparados com lasers ou luzes de holofotes, como parte do fenômeno.  A maioria, porém, fala de iluminação mais difusa.  Relatos também diferenciam quanto ao fato das luzes vagarosamente se encherem ou minguarem, ou alcançarem a intensidade máxima e desligarem instantaneamente.”

Archard notou este estranho estado das coisas:

“Tenho sido cético sobre as histórias que possuem OVNIs, até que o produtor da NBC, Joe DeCola, retornou de Paktia no mês passado.  Acabei conhecendo Decola bem e o considero um observador cuidadoso e preciso.  Enquanto ele estava passando por Khost (Matun), por volta de primeiro de janeiro, DeCola e sua equipe ‘viram a luz’.  Naquele momento eles estavam a 12 milhas (19 km) ao sul da guarnição militar de Khost.  Quando eles perceberam, a luz parecia ter uma grande intensidade.”

Archard adicionou que a primeira impressão, tanto de Decola quanto de sua equipe, foi que “…ela estava suspensa por um helicóptero, o qual estava procurando por eles. Ela não se moveu, porém, não havia nenhum motor de aeronave ou ruído perceptível.  Eles deixaram a área tão rapidamente quanto possível, mas tinham certeza que a luz permaneceu visível e estacionária por pelo menos 20 minutos.  A impressão de DeCola foi que a luz era gerada por uma fonte aérea à uma altitude de dezenas de metros.  Devido ao fato dela não se mover, e não haver barulho de motor, ele acha que ela poderia estar sendo suspensa por um balão. Como outras testemunhas, ele reportou estar nervoso pela intensidade e magnitude das luzes e imagina se ela era intencionada a primariamente assustar atacantes em potencial.”

Archard perguntou a Decola se ele – DeC0la – pensava ser possível que a luz poderia estar vindo de “…algo como tochas de magnésio, como são usadas pelo exército dos EUA.  Ele estava seguro que não, pois não havia nenhum movimento e a duração era longa demais.  Quanto aos morteiros lançadores de chama, não havia nenhuma explosão…”

Archard teve o seguinte a dizer sobre o início de fevereiro de 1981:

“Outra história mais específica veio em 3 de fevereiro, do francês Dominique Vargas, com base num avistamento próximo de Asadabad, Kunar, em setembro. Vargas, um fotógrafo profissional, que parecia ter um histórico em ciência e também militar, alega que a luz que viu era ‘mais fria e mais branca’ do que uma luz de tungstênio, que queimaria a 3.500 Kelvin.  À primeira vista, a luz iluminou um diâmetro mínimo de 5 a 10 quilômetros, no que ele descreve como sendo uma forma hemisférica perfeitamente traçada.  O período de iluminação foi de aproximadamente 15 minutos, com o período de maior intensidade começando instantaneamente e durando dois a três minutos.  Subsequentemente, o tamanho do hemisfério iluminado expandiu dramaticamente, enquanto a intensidade da luz dentro dele diminuiu gradualmente até nada.  Vargas pensou que a fonte de luz não estava no ar, pois isto teria produzido uma forma mais do que hemisférica.  Como DeCola, Vargas não escutou nenhum barulho associado com a luz.”

Archard fechou com o seguinte:

“De forma interessante, o fenômeno da luz noturna sobre as Colinas Margala de Islamabad foram vistas por diplomatas e outros há alguns meses, e reportadas na imprensa.  Pensamos que esta era provavelmente uma luz se movendo, da escola clássica dos OVNIs, e não relacionada aos avistamentos do Afeganistão”.

OVNIs genuínos?  Algum tipo de armamento ou aparelho secretos dos soviéticos?  Seja lá qual for a resposta, esta não está nos arquivos do Departamento de Estado dos EUA.  O fenômeno ainda permanece inexplicável.

OVNIHOJE

Fonte: mysteriousuniverse.org

leia mais...

Mais Populares

 
Copyright © 2014 UFO OVNI E CONSPIRAÇÕES • All Rights Reserved.
Template Design by ORIGINAIS OADM • Powered by Blogger
back to top