Mostrando postagens com marcador IMPLANTES. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador IMPLANTES. Mostrar todas as postagens

Cientista: na Terra há pessoas com implantes extraterrestres

Cientista na Terra há pessoas com implantes extraterrestres
Erich von Daniken, famoso cientista suíço e autor da hipótese de que o homem primitivo foi visitado por seres extraterrestres, falou com a Sputnik Alemanha sobre a sua teoria da influência dos extraterrestres na origem da humanidade.
-
Von Daniken é um escritor prolífico, cujos livros chegaram aos milhões de exemplares vendidos e foram traduzidos para dezenas de idiomas. Entre as suas obras está o famoso livro "Eram os Deuses Astronautas?", publicado pela primeira vez em 1968.
-
Em entrevista com à Sputnik Alemanha, Von Daniken contou mais detalhes sobre sua teoria, que postula que seres alienígenas desempenharam um papel importante na origem e desenvolvimento da humanidade e falou sobre o interesse dos serviços da segurança governamentais pelas suas pesquisas.
-
A teoria de Von Daniken sugere que, há muitos milhares de anos atrás, a Terra foi visitada pelos extraterrestres. Nossos antepassados da Idade da Pedra não entendiam o que se passava e acreditaram erradamente que esses seres extraterrestres eras deuses, que, segundo o cientista, não existem.
-
"Os chamados 'deuses' estudaram algumas tribos, aprenderam algumas línguas, deram alguns conselhos, e em algum momento eles se despediram e prometeram voltar no futuro distante", explicou o escritor.
-
Ao ser perguntado sobre quando os alienígenas volverão à Terra, o cientista declarou que ninguém o sabe, mas não deve ser excluída a possibilidade de eles já estarem aqui. Entretanto, Von Daniken sublinhou que "esse é um tema distinto".
-
Comentando as acusações de muitas pessoas de que suas teorias não são nada mais que invenções, Von Daniken disse que aceita as críticas. Entretanto, o cientista mencionou que, em seu campo profissional, ele sabe muito mais do que aqueles que o criticam.
-
"Existem evidências inequívocas. O que resta é uma questão de interpretação de cada uma", disse ele.
-
Ao responder a pergunta sobre o interesse das organizações governamentais pelo seu trabalho, o cientista primeiro abordou o tema de abduções extraterrestres. Von Daniken disse que costumava rir do assunto até que conheceu o psiquiatra John E. Mack, professor da faculdade de medicina da Universidade de Harvard e vencedor do prêmio Pulitzer. Segundo Daniken, o professor lhe assegurou ter sido implantado com um dispositivo alienígena de observação.
-
"As pessoas com implantes realmente existem. Evidentemente, então a pergunta é: que eles podem ser? Alguém analisou isso? Sem dúvidas, eles analisaram. Quimicamente, fisicamente, mas não entendemos de que se trata", disse o escritor.
-
Von Daniken disse que as pessoas que trabalham para o governo queriam falar com ele para saber mais detalhes sobre os alienígenas.
-
"O governo quer saber se existe alguma ameaça potencial para a humanidade? Ou se tudo isso é uma tolice? Não tenho uma resposta.  Pessoalmente, eu ainda não vi OVNI algum e não falei com ninguém extraterrestre. Mas há pessoas com implantes extraterrestres", disse ele.
-
Von Daniken assegurou que, se um dia os extraterrestres voltarem à Terra, não é necessário se preocupar porque chegarão com intenções pacíficas.
-
"Isso será algo como um salto evolutivo que vem do exterior. Temos evolução, somos produtos da evolução, mas não unicamente dela. A Terra nunca foi um sistema fechado. As interferências externas sempre têm existido", concluiu Von Daniken.
-
FONTE
leia mais...

IMPLANTES: DA UFOLOGIA AO FOLCLORE (ARQ.)

Nos rituais de algumas tribos, havia uma crença de que as bruxas tinham poderes pelas quais eles implantaram pequenos objetos dentro do corpo de uma pessoa. Algo semelhante diz respeito às pessoas que afirmam ter vivido um encontro próximo com entidades estranhas de mundos distantes. Estamos enfrentando o mesmo fenômeno?
IMPLANTES ALIENIGENAS AO FLOCORE
Quando eu era uma criança muito pequena, o xamã me levou ao templo para me iniciar e me fazer um wulla-mullung. Ele colocou dois grandes cristais de quartzo contra meu peito. Eles desapareceram dentro de mim. Não sei como aconteceu, mas senti que eles entraram em mim ao mesmo tempo em que senti uma sensação de calor. Esta conta pertence a um xamã da tribo dos Wiradjuris da Austrália. Ele conta ao historiador das religiões Mircea Eliade (1907-1986) em seu livro O conhecimento sagrado de todas as idades. Mas isso não é uma exceção, uma vez que esses implantes que simbolizam a mudança de alcance, têm um valor mágico, uma origem sobrenatural e dão cache social a um indivíduo, encontramos em outras culturas tradicionais. Estes são "objetos" que estão muito presentes nos rituais iniciais e no folclore em geral. Mas, até hoje,
Esta história oferece novas perspectivas graças ao trabalho de um americano chamado Derrel Sims, que investigou aqueles personagens que alegaram terem sido seqüestrados e que, de acordo com sua conta, muitas vezes revelado sob hipnose, entidades estranhas implantaram objetos no interior do corpo, durante uma espécie de exame médico realizado por seus captores dentro de uma sala luminosa difusa. Esses implantes pareciam se tornar algo como "mecanismos de controle" para vigiar seus "eleitos". E é que não poucas pessoas credíveis e racionais alegaram ter vivido algo assim.

Graças à colaboração do cirurgião Roger K. Leir, a Sims procedeu a tentar remover os supostos implantes. Assim, em 1995, extraiu artefactos deste tipo do interior do corpo de dois pacientes. Certamente, esses objetos eram onde eles se lembravam de terem sido inseridos por eles. A extração não revelou nada tecnológico ou surpreendente, mas os supostos implantes existiram. Eles eram pequenos pedaços, sem função aparente e aparência metálica, que foram examinados pelo NIDS - Instituto Nacional de Descoberta Científica - em associação com o Laboratório de Tecnologia do Novo México (Estados Unidos). O relatório técnico determinou que as peças foram fortemente magnetizadas. Um deles era composto de metais carbonizados e tinha a dureza do quartzo e o outro, mais suave, foi composto de uma mistura complexa de materiais e teve a dureza da calcita. Também no Brasil, em colaboração com o Dr. Max Berezovsky e Claudeir Covo, decidimos investigar vários casos de suspeitos de abduzidos com implantes que são fáceis de localizar. Finalmente, em 30 de setembro de 2000, o primeiro resultado dessa investigação surgiu: a radiografia do pé direito de uma dessas pessoas. Naquele prato observou-se que ele havia inserido dois objetos visíveis no polegar do pé. O relatório do certificado médico disse: "Foot or quirodáctilo. Corpos estranhos e estranhos em partes suaves no halux ". Estamos, portanto, confrontados com eventos verdadeiros, independentemente de sua origem e explicação. No entanto, não é algo novo. E é isso sob outra interpretação e em diferentes contextos,

O Azande: Soul Wizards

Entre 1926 e 1930, o antropólogo britânico Edward Evans-Pritchard realizou três expedições para a terra do Azande, um povo negro que vive no sul do Sudão. O resultado de seu trabalho publicado na segunda metade da década de 1930 do século passado, é, sem dúvida, uma das obras mais importantes da antropologia: feitiçaria, magia e oráculos entre os Azande.

O que Evans-Pritchard encontrou naquela tribo parecia muito fantástico para ser entendido e enquadrado de acordo com as teorias sociológicas com as quais ele estava tão bem familiarizado, especialmente porque o fenômeno OVNI só emergiria oficialmente duas décadas depois. O investigador assegurou-se de que não tinha dificuldade em descobrir o que Azande pensava sobre feitiçaria ou o que faziam para combatê-lo, uma vez que esta informação era acessível para quem vivia entre eles por algumas semanas.

Qualquer infortúnio entre os Azande é atribuído ao efeito da feitiçaria, que eles consideram como um estado interno orgânico, inerente e hereditário. O feiticeiro envia o que eles chamaram de "alma" ou o espírito de sua feitiçaria - manguera muito ruim - para causar danos à saúde e à propriedade dos outros. Ele então consultou um adivinho ou os oráculos, que eram de vários tipos, para descobrir quem o perseguia e tentar impedir a influência do mal.

A "alma da feitiçaria" poderia deixar o seu local de origem a qualquer hora do dia ou da noite, mas o Azande, em regra, acreditava que a bruxa a enviara à noite para perpetrar seu "ataque" quando a vítima era dormindo e mais indefeso.

Durante o dia, apenas os feiticeiros e os exorcistas podiam ver a "alma da feitiçaria", que apareceu e mudou, segundo as tradições, para se tornar "uma luz brilhante no céu". Um fenômeno que o próprio Evans-Pritchard confessou ter visto: "Ele ficou na minha cabana até tarde, tomando notas. Por volta da meia-noite, antes de ir para a cama, peguei uma lança e saí para o meu passeio noturno habitual. Passei pelo jardim, atrás da cabana, entre as bananeiras, quando percebi que uma luz brilhante passava atrás na direção da casa de um homem chamado Tupoi. Segui o caminho até que a vegetação cobriu minha visão. Eu corri para o outro lado da minha cabana para ver onde estava a luz, mas não a vi novamente. Na parte da manhã, morreu um parente antigo de Tupoi que morava em sua casa. Esse fato explicou completamente a luz que eu tinha visto. Nunca descobriu sua verdadeira origem, mas o fato de que eles coincidiram com a direção em que se movia e a morte subseqüente se encaixava nas idéias do Azande ".

Os Azande acreditam que a alma da feitiçaria é uma substância dos corpos dos feiticeiros. Sua existência em uma pessoa viva é determinada pelo veredicto dos oráculos e pode ser localizada fisicamente quando a pessoa que a carrega passa; Isto é, quando duas incisões são feitas no útero e o "implante" brujeril é descoberto. "Quando eles mataram um homem, eles abriram a barriga para pegar o assunto da bruxaria lá. Os Azande acreditam que a "feitiçaria" é um objeto redondo encontrado no intestino delgado ", explicou Evans-Pritchard, de acordo com o que um membro desse grupo étnico explicou a ele. De acordo com a história, a "matéria de feitiçaria" é de vários centímetros de comprimento, e quando implantada sob a pele, é alojada perto do fígado ou da vesícula biliar.

Chips israelitas e de neanderthal

Em 10 de setembro de 1998, um pequeno avião não tripulado localizou os irmãos Adel e Imad Awadalah, líderes do grupo islâmico Hamas. O avião israelense, usado para missões de espionagem, localizou os sinais emitidos por um microfone transmissor implantado em Adel Awadalah, que escapou de uma prisão em Jericó. Os serviços secretos facilitaram sua fuga para localizar seu irmão Imad, que era buscado em Israel pelo terrorismo. Antes da sua fuga, um microtransmissor foi implantado no corpo de Adel sem o seu conhecimento, o que lhe permitiu seguir seus passos. Também neste caso, falamos de uma espécie de "implante".

Uma equipe de antropólogos australianos encontrou em 1996 um objeto estranho dentro de um crânio de Neanderthal de 100 mil anos de idade.

Feito de um material desconhecido e roscado através de material anti-corrosão, sugeriu um componente elétrico ou eletrônico. "Quando removemos o crânio da pedra, observamos um objeto implantado na seção pré-frontal, um pouco acima do soquete do olho, praticamente fundido com os ossos", explica o arqueólogo australiano Morton Sorrel, que não hesitou em dizer isso O mecanismo foi usado para monitorar o Neanderthal. Negrito ou não, a verdade é que sua teoria foi apresentada por estudiosos como Salvador Freixedo, autor de um livro intitulado The Human Farm -Ed. Plaza & Janes, 1988, que afirma que a humanidade sempre foi a cobaia de uma série de inteligências externas que controlariam os seres humanos através de sua tecnologia. Outros pesquisadores, como o francês Bertrand Méhèust, argumentam que o fenômeno UFO é uma manifestação moderna, mas apenas em sua aparência, uma vez que o folclore deve se vestir com roupas típicas do tempo e cultura em que é desenvolvida. É por esta razão que esses fenômenos têm, no momento atual, um aspecto tecnológico, mas que em outros tempos foram cobertos por elementos assimiláveis ​​naquele momento. Em outras culturas, esses mesmos fenômenos adquirem um corante mais associado a um nível de crenças que não está vinculado à era tecnológica. Ou seja, o fenômeno UFO também possui as características do folclore em formação. E os implantes que aparecem nas contas de abduções modernas também existem em outras áreas, mas associados com bruxas e magia. uma vez que o folclore deve se vestir com roupas do tempo e cultura em que é desenvolvido. É por esta razão que esses fenômenos têm, atualmente, um aspecto tecnológico, mas que em outros tempos foram cobertos por elementos assimiláveis ​​naquele momento. Em outras culturas, esses mesmos fenômenos adquirem um corante mais associado a um nível de crenças que não está vinculado à era tecnológica. Ou seja, o fenômeno UFO também possui as características do folclore em formação. E os implantes que aparecem nas contas de abduções modernas também existem em outras áreas, mas associados com bruxas e magia. uma vez que o folclore deve se vestir com roupas do tempo e cultura em que é desenvolvido. É por esta razão que esses fenômenos têm, atualmente, um aspecto tecnológico, mas que em outros tempos foram cobertos por elementos assimiláveis ​​naquele momento. Em outras culturas, esses mesmos fenômenos adquirem um corante mais associado a um nível de crenças que não está vinculado à era tecnológica. Ou seja, o fenômeno UFO também possui as características do folclore em formação. E os implantes que aparecem nas contas de abduções modernas também existem em outras áreas, mas associados com bruxas e magia. mas que em outros tempos eram cobertos por elementos assimiláveis ​​naquele momento. Em outras culturas, esses mesmos fenômenos adquirem um corante mais associado a um nível de crenças que não está vinculado à era tecnológica. Ou seja, o fenômeno UFO também possui as características do folclore em formação. E os implantes que aparecem nas contas de abduções modernas também existem em outras áreas, mas associados com bruxas e magia. mas que em outros tempos eram cobertos por elementos assimiláveis ​​naquele momento. Em outras culturas, esses mesmos fenômenos adquirem um corante mais associado a um nível de crenças que não está vinculado à era tecnológica. Ou seja, o fenômeno UFO também possui as características do folclore em formação. E os implantes que aparecem nas contas de abduções modernas também existem em outras áreas, mas associados com bruxas e magia.

Outra questão é a realidade física dessas experiências, que não precisam deixar de existir.
leia mais...

POSTAGENS INTERESSANTES

 
Copyright © 2014 UFOLOGIA ORIGINAIS • All Rights Reserved.
Template Design by UFOOVNI • Powered by Blogger
back to top