Mostrando postagens com marcador OSNI. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador OSNI. Mostrar todas as postagens

Na costa da Irlanda, pode haver uma base UFO (OSNI) subaquática por décadas.

Na costa da Irlanda, pode haver uma base UFO subaquática por décadas. E toda parte de 26 de dezembro de 1980, quando por volta das três da manhã algo estranho aconteceu em Suffolk, Inglaterra, muito perto da floresta de Rendlesham. Ninguém imaginou que um dos casos de OVNI mais documentados e estudados de todos os tempos nasceria naquele dia ...

Irlanda poderia conter uma base submarina de OVNIs

A poucos quilômetros de distância estava a Base da Força Aérea de Bentwaters (Inglaterra), que na época usava a Força Aérea dos Estados Unidos, fenômenos estranhos foram registrados nos céus que aparentemente permaneceram por 48 horas . As testemunhas, civis e militares, eram muitas. Deve-se dizer que no norte da floresta não havia uma, mas duas bases militares: a Base Aérea de Bentwaters e a Base Woodbridge, que juntas formaram a base da OTAN em Suffolk. Essa nuance é importante porque a qualificação de testemunhas é sempre referida e, neste caso, falamos de testemunhas altamente qualificadas em uma das áreas mais protegidas em todo o Reino Unido.

base UFO subaquática

Eles disseram ter visto luzes estranhas no céu, especificamente do portão leste da base militar. Os primeiros a denunciar o incidente foram os membros de uma patrulha de segurança. Logicamente, a princípio, eles não pensaram em nada estranho; De fato, a primeira hipótese foi que um avião teria caído no meio da floresta. Por esse motivo, pouco depois, vários soldados foram ao local do suposto acidente e a situação mudou, pois entre as árvores notaram a presença de luzes que se moviam em alta velocidade entre a vegetação.

E foi quando a parte mais estranha deste evento começou ...

Antes, deve-se notar que vários pilotos que observaram a anomalia do céu disseram que era uma formação metálica cônica, que surgiu sobre um círculo azul e entre uma espessa névoa de tons de verde-amarelado, que descia às copas das árvores. floresta E eles até perceberam que, no momento em que estavam vendo o dispositivo, começaram a notar convulsões e desconforto no corpo.

A história mudou radicalmente quando um desses soldados, o sargento James W. Penniston, quando entrou no coração de Rendlesham, descobriu, como diria anos depois, "com um artefato de origem desconhecida desembarcado". Penniston, sem hesitar, aproximou-se do suposto navio e nem baixo nem preguiçoso decidiram tocá-lo.

E foi aí que "notei uma agradável sensação de calor e comecei a ver símbolos estranhos na fuselagem dela". Naquele momento, o dispositivo, como se a testemunha tivesse atingido uma mola invisível, iniciou o voo, iluminando a área novamente e permitindo a Penniston observar o que parecia ser um trem de pouso triangular.

O sargento Penniston foi submetido a uma regressão hipnótica durante a qual assegurou que a tripulação não era alienígena, mas pessoas que vieram do futuro e que transmitiram a mensagem.

Penniston se aposentou em 1993 e depois falou ... e disse que pouco depois de tocar o navio, as imagens começaram a vir à sua mente, uma espécie de código binário com o qual ele sonhava nos dias que se seguiram à estranha visão.

A questão é que, anos depois, ele entregou o artigo em que havia escrito a mensagem a um programador de computador e, surpreso, revelou a seguinte mensagem: «Exploração da Humanidade, 52 ° 09'42.532? N 13 ° 13'12,69? W. CONTI (NUA). PARA AVAN (CE) PLANETARIUM".

O mais surpreendente é que as coordenadas correspondiam a uma ilha chamada HY Brazil, que afundou centenas de anos atrás nas margens da Irlanda e na qual os mitos garantiam que, como se fosse uma espécie de Atlântida, habitasse uma humanidade superior. O caso continua sendo o paradigma inexplicável de eventos, e a ilha ainda é procurada ...

leia mais...

OVNIs das Profundezas: OSNIs (Objetos Submarinos Não Identificados).

OVNIs das Profundezas

Documentário exibido pelo History Channel na série “Arquivos Extraterrestres”, o documentário “OVNIs das profundezas” retrata a casuística dos OSNIs (Objetos Submarinos Não Identificados). Da mesma forma que os OVNIs são avistados em nossos céus, os OSNIs são avistados em nossos oceanos.
Para vários investigadores, os OVNIs são a mesma coisa que os OSNIs. Ou seja: os OVNIs são classificados como OSNIs quando passam para o ambiente aquático. Pesquisadores garantem que as observações de OSNIs são tão antigas quanto os OVNIs, e existiria um suposto registro de OSNIs em um diário de navegação de Cristóvão Colombo.


FONTE:
leia mais...

OVNI estranho emerge do oceano na Ilha da Reunião (Vídeo)


A Ilha da Reunião está localizada no arquipélago de Mascareñas, no Oceano Índico, setecentos quilômetros a leste de Madagascar, uma ilha francesa.

Em 11 de outubro deste ano, Sandrine Fontaine gravou um vídeo à noite, observando um grande objeto voador desconhecido, logo acima da superfície do mar.


Essa massa escura subiu lentamente sobre a água em frente à Ilha da Reunião. Com seu telescópio, com um filtro vermelho, ele viu uma forma estranha que ele poderia filmar apenas por alguns segundos e depois desapareceu.

Deve-se notar que é semelhante aos OVNIs que foram fotografados em um submarino americano em 1971. No momento em que sai da água, o perfil do objeto voador mostra uma forma triangular característica de outros que foram filmados.

Isso lembra um pouco a forma dos supostos aviões anti-gravitacionais TR-3B. Mas esse objeto é notável, pois emerge das águas, pode ser considerado um objeto subaquático que viaja por esse meio, também é aéreo e pode até ser espacial.


Este objeto voador, talvez um OVNI feito pelo homem, feito com tecnologia alienígena, um dos muitos que podem estar entrando e saindo do mundo.

Ou possivelmente estamos diante de um verdadeiro objeto voador desconhecido de origem extraterrestre. E perto desta ilha, pode haver uma base extraterrestre subaquática que pode abrigar alguma raça alienígena.

É incrível como esse objeto voador pode ser capturado. Podemos estar diante de uma das melhores evidências de que os OVNIs estão realmente em nosso mundo e de que eles usam o oceano para seu próprio benefício.

Você acha que esse objeto voador desconhecido pode ser a prova irrefutável da existência de OVNIs? Assista ao vídeo a seguir e deixe seu comentário abaixo.


















leia mais...

OSNI DESCOBERTAS E AVISTAMENTOS, MISTÉRIOS NOS OCEANOS

image
VEJA O VÍDEO AQUI: https://www.facebook.com/alertaovniufo/videos/2520340368039775/
OSNI OVNI DESCOBERTAS AVISTAMENTOS, MISTÉRIOS NOS OCEANOS
Acontecimentos ocorrem por todo o mundo, a verdade se mistura com as montagens feitas por pessoas que visão o lucro, infelizmente, mas não podemos desanimar e nem ser radical ao ponto de não acreditar em nada, registre os acontecimentos e no decorrer do tempo a verdade sempre e revelada, isso se não vir de Governos onde tudo e falso.
leia mais...

OSNI aparece na costa de Imbituba, SC – Brasil (Arq.)

Brasil OSNI aparece na costa de Imbituba, SC
De acordo com o jornal Diário do Sul, em 4 de agosto passado, um objeto estranho apareceu no mar, próximo à Praia da Vila, em Imbituba, intrigando os moradores da região. - A imagem a baixo foi  feita pela secretária Camila Hemília Rucinski e postada no Facebook foi compartilhada por mais de 134 pessoas e teve centenas de comentários. image
“Meu pai foi buscar o almoço em um restaurante na frente da praia e quando estava saindo o garçom chamou e perguntou há quanto tempo ele morava em Imbituba. Ele respondeu 30 anos e o garçom perguntou se ele já tinha visto aquela ilha e apontou para o mar.
-
Ele ficou surpreso porque nunca tinha visto aquilo e o garçom disse que ficava coberto pelo mar e aparecia na maré baixa. Meu pai disse que não podia ser, porque era muito grande e, se fosse coberto na maré alta, o mar avançaria pela praia”, disse Camila ao periódico.


O pai de Camila a levou até a praia para tirar algumas fotos. “Mas fiquei muito nervosa e só esta foto ficou mais nítida. Voltamos algumas horas depois, por volta das 15h, com outra câmera, uma profissional, e não tinha mais nada. Meu pai ficou muito impressionado. Era muito nítido, parecia uma ilha, mas a Itacomi é mais longe, e horas depois tinha sumido”, disse Camila.
-

Ainda de acordo com o Diário do Sul, no Facebook, muitas pessoas tentavam explicar o que teria acontecido e que algo semelhante teria sido avistado em outras praias. Alguns chegaram a dizer que poderia ser uma ilusão de ótica, com o reflexo da imagem da ilha Itacomi, que fica próximo à praia. Outras pessoas disseram que poderia ser a monoboia da Petrobras. Alguns ainda apostavam em um submarino e outros diziam que poderia ser um extraterrestre.


Em outra reportagem de 13 de agosto passado, o jornal explica que o estranho objeto avistado em Imbituba, na Praia da Vila e em Laguna, no Mar Grosso, pode ser explicado pelas leis da Física.   Segundo eles, o mais provável é que tenha ocorrido uma miragem da ilha Itacami, localizada na divisa dos dois municípios.


Segundo o professor de Física e mestrando em Educação, Cléder Schulter, de Braço do Norte, a refração explica as imagens vistas nas duas praias. “A refração é o fenômeno onde um raio de luz muda de direção ao passar de um meio para o outro. Isso ocorre porque a luz apresenta velocidade diferente em diferentes meios.
-
No caso da imagem formada no mar, o raio de luz não passou de um meio para outro, mas ali a refração pode ter sido causada devido à formação de “camadas” de ar de diferentes temperaturas, sendo que a temperatura do ar deve crescer com o aumento da altura em relação à superfície do mar”, explica Cléder.

-

As condições climáticas do dia teriam sido favoráveis à ocorrência da miragem, pois as temperaturas estavam baixas ao amanhecer e ao longo do período se elevaram, chegando próximo aos 30°C.
-
“Cada camada de ar, com temperatura diferente, tem índice de refração diferente.
A elevação de temperatura ocorrida pela manhã pode ter formado essas camadas de ar. Esse tipo de miragem é chamado de miragem superior, não é muito comum e ocorre em locais frios. Outro tipo de miragem, chamada miragem inferior, é bem mais comum, e é aquela que ocorre em dias muito quentes, quando vemos uma poça d’água no asfalto alguns metros à frente e que, quando chegamos mais próximo, percebemos que o asfalto está seco”, esclarece o professor.

-

No caso da miragem superior, o raio de luz sofre uma curvatura descendente provocada pela refração.
-
“Isso faz com que a imagem seja vista acima da superfície. Ela (refração) também torna os objetos maiores e mais alongados. Talvez por isso a ilha tenha ficado mais visível e, aparentemente, mais próxima da praia”, afirma Cléder.
-
Algo semelhante ocorreu no Chile, veja neste Video abaixo:
leia mais...

Bases alienígenas subaquáticas: O mistério dos OSNIs

O mistério dos OSNIs
-
Quando pensamos em vida alienígena, muitas vezes olhamos para as estrelas, falamos sobre mundos habitados e visitantes de outros planetas que cruzam nossos céus, mas e se olharmos para outros lugares? E se pudermos aprender mais sobre objetos desconhecidos vistos na água?
image
As histórias de OSNIs estão ganhando popularidade, o avistamento de barcos estranhos lançando através de corpos de água e facilmente passando entre a água eo ar estão aumentando. No entanto, esses eventos e objetos não são um fenômeno novo, um dos primeiros incidentes ocorridos no século XV, e um dos envolvidos foi Cristovão Colombo.
-
Colombo em sua viagem à América com sua tripulação fez a pretensão de ver uma bola de luz brilhante e pulsante, sob a superfície do oceano. Este orbe que subiu pela água rompeu a superfície e voou pelo céu. Este avistamento provavelmente não era uma fantasia daqueles que fizeram uma longa viagem por mar, já que Colombo enfrentou a punição por contar sua história. Esta punição não foi tanto para dizer que ele tinha visto OSNIs, mas por relatar que o que ele viu parecia uma Menorah.
-
Explicações para essas luzes submersas vêm em uma variedade de formas, de criaturas marinhas bio-luminescentes, como lula gigante e água-viva para fenômenos astronômicos, como raios de bola. Avistamentos mais modernos afirmam que são tecnologias governamentais secretas e bases militares submarinas. O último é muito possível, mas isso não explica os avistamentos mais antigos, como Colombo.
-

Aqueles que seguem o fenômeno do uso dizem que a razão pela qual esses avistamentos remontam até agora é dupla: o mar é uma das maiores áreas inexploradas em que nos aventuramos. Poderia a Terra e seus oceanos ser um ponto de aterrissagem na estrada espacial alienígena? Alguns dos locais mais atrativos para essas bases são os seguintes:
-
A suspeita base submersa da Ilha Puffin na costa galesa. Ao longo dos anos e décadas, este lugar tem sido uma espécie de terreno fértil para a atividade dos OSNIs. Isso levou muitos ufólogos a concluir que uma base alienígena submersa é estabelecida na costa do País de Gales.
-
O ano de 1974 viu um aumento na atividade em torno da área que se estendia desde o avistamento de luzes no céu para descrições grande artesanato triangular que mesmo relatados seqüestros e avistamentos de criaturas humanóides que, de acordo com testemunhas, eles contaram sua base no fundo do mar .
-
Recentemente, a atividade OVNI foi minimizada, as estatísticas mostram uma diminuição em avistamentos relatados, no entanto, esses sites contradizem esta pesquisa, com um aumento de 80% na atividade nesses locais, em todo o mundo.
-
Essas ocorrências aquáticas não se limitam apenas aos oceanos. Lagos e corpos d'água interiores também abrigam bases subaquáticas suspeitas.
-
As águas cristalinas do Lago Titicaca fronteira Peru e Bolívia. Eles são as águas navegáveis ​​mais altas do mundo e também têm sido um local de alta atividade e OSNIs. Foi dito que o lago esconde uma antiga base alienígena.
-
Os povos originários de Tiwanaku dão oferendas a esses extraterrestres no lago, sob a forma de presentes de ouro, estátuas de pedra, milho e outras mercadorias valiosas. Esses itens são jogados nas águas do Lago Titicaca em uma tentativa de manter os deuses felizes.
A lista de lugares não termina aqui, ainda no México, Chile ... Dê uma olhada no seguinte vídeo do Planeta Snakedos para mais informações e não esqueça de deixar seu comentário abaixo!

leia mais...

No oceano eu vi criaturas alienígenas aquáticas hiper-avançadas diz Fotógrafo da National Geographic

.
Luis Lamar (ou Lulu Mar), diretor de fotografia subaquática da OceanX e da National Geographic, fez uma declaração estranha em um videoclipe da OceanX. Ele diz que se deparou com seres potencialmente de outro mundo que são "muito mais avançados que os humanos".


O clipe do YouTube foi publicado pela OceanX em 15 de junho de 2019. Neste pequeno clipe, Lamar afirma o seguinte: "Eu acho que, no oceano, me deparei com seres potencialmente de outro mundo que são muito mais avançados que os humanos. "

.

Lamar é um fotógrafo respeitado com muita experiência em documentar a fauna oceânica nas partes mais profundas de nossos oceanos. Esta é uma afirmação muito interessante, provaria que, além de USOs (objetos submarinos não identificados) e bases submarinas alienígenas, a vida inteligente está realmente presente nas profundezas de nossos oceanos.
leia mais...

A Anomalia do Mar Báltico não é uma estrutura natural e foi construída por uma civilização muito avançada.


.
Descoberta em 2011 pelos mergulhadores suecos Peter Lindberg e Dennis Asberg, a Anomalia do Mar Báltico é uma imagem misteriosa que aparece no sonar de um navio de pesquisa nas profundezas do norte do Mar Báltico, exatamente no Golfo de Bótnia (perto da Suécia e da Finlândia). . Esta anomalia mede 210 pés (70 metros) de diâmetro e parece ter uma forma aproximadamente circular, com duas entradas e três porções semelhantes a um poste. Alguns sugeriram que se parece com a nave espacial Millennium Falcon da série de filmes Star Wars.

O fenômeno incrivelmente bizarro no fundo do mar do Mar Báltico é um dos maiores mistérios do século XXI. Os teóricos da conspiração disseram que a anomalia é um OVNI abatido, enquanto outros propuseram que a Anomalia do Mar Báltico é um bunker submerso da Segunda Guerra Mundial, um resíduo de geleira ou uma formação geológica perfeitamente natural. Então, o que é isso?

A anomalia do Mar Báltico foi descoberta em 2011 por uma equipe sueca de mergulhadores, apelidada de Equipe Ocean X, que procurava um tesouro nas profundezas do mar de Bótnia. O Golfo de Bótnia serve como uma via navegável que conecta a Suécia e a Finlândia e flui para o Mar Báltico.

Durante uma caçada ao tesouro no corpo de água sem litoral, os mergulhadores tiraram uma imagem de sonar bizarra a uma profundidade de 100 metros abaixo da água. A anomalia parece ter uma forma aproximadamente circular, com duas entradas e três porções semelhantes às cúpulas. Por causa da forma bizarra da Anomalia, dezenas de teóricos da conspiração passaram anos tentando explicar sua suposta origem extraterrestre.

Alguns sugeriram que a Anomalia é um antigo templo de 14.000 anos construído por uma civilização muito avançada há séculos. Peter Lindberg e Dennis Asberg, que descobriram a anomalia, ficaram perplexos com sua incrível descoberta.
.
Em um vídeo oficial da equipe do Ocean X enviado ao YouTube em dezembro de 2018, Lindberg descreveu a Anomalia quando a viu pela primeira vez. Ele disse: "Uma coisa que eu acho estranho é que temos uma superfície dura no objeto, e é de cor escura.
"Se for uma superfície dura, deve ter toda essa cor branca, mas em vez disso, parece o fundo, que consiste em argila e lama, que é muito macia. As únicas superfícies duras que vemos são linhas finas, que são os corredores e as estruturas angulares que temos no objeto. Então isso é algo que eu quero descobrir - porque parece que sim. "
Em 2017, um cientista israelense que estudou amostras de rochas coletadas pela Ocean X, disse que a Anomalia continha metais incomuns que não podiam derivar de processos geológicos naturais. A equipe do Ocean X está firmemente convencida de que a Anomalia do Mar Báltico não é uma estrutura natural, mas artificial. Eles sugeriram que o governo sueco está retendo a verdade sobre o que a anomalia realmente é. "Fomos enganados pelo nosso governo e estamos fazendo todo o possível para nos arruinar. Nós só queremos a verdade ", disse Dennis Asberg, do Ocean X.
.
veja vídeo aqui
.
leia mais...

Os arquivos soviéticos secretos de OSNIs em águas internacionais

image

Mesmo em tempo de paz, todos os países têm dados classificados como secretos sobre uma infinidade de situações que são vistas como ameaça à segurança nacional e pesquisas consideradas sensíveis. Se isso acontece de forma rotineira em nações não tocadas pela guerra, não é difícil de imaginar que em países fortemente armados, que vivem em clima de constante tensão, os segredos sejam ainda maiores e mais bem guardados — e entre eles estão aqueles que se relacionam com os UFOs.

-

Os arquivos secretos da atual Marinha Russa, antiga Marinha Soviética, contêm muitas informações valiosas sobre avistamentos de discos voadores e objetos submarinos não identificados e os pesquisadores militares do país têm sido bem detalhistas e profissionais em seus estudos sobre tais casos. Embora a maioria dos arquivos seja de acesso restrito, mesmo após a queda da União Soviética, ao longo de anos de pesquisa e com ajuda de colegas russos, ucranianos e de outros países agora independentes, conseguimos coletar algumas informações realmente interessantes.

-

Algumas estão neste artigo.Em agosto de 1965, a tripulação do navio a vapor Raduga, enquanto navega no Mar Vermelho, observou um fenômeno incomum. A cerca de 2 km de distância da embarcação, uma esfera de fogo irrompeu da água e pairou sobre a superfície do mar, iluminando-a. O objeto tinha 60 m de diâmetro e pairou a uma altitude de 150 m. Um pilar gigantesco de água subiu, conforme a esfera emergiu do mar, caindo alguns momentos depois.

O avistamento foi mencionado em várias publicações soviéticas e o caso até hoje não foi liberado oficialmente. E ele não é o único, como se verá.

Houve também um fascinante avistamento no verão de 1972. Um UFO transmorfo foi observado por marinheiros soviéticos a bordo do Musson, um navio científico, a cerca de 300 km das Ilhas Bermudas, no Caribe. No início da manhã, Igor Vagin, o eletricista da embarcação, o operador de rádio e um dos navegadores observaram um corpo elíptico em movimento através do céu sem nuvens, que foi visto com clareza. O objeto se movia lentamente a uma grande altitude, de noroeste a sudeste. Chegando ao zênite, o UFO adquiriu o formato de uma roda e depois, distanciando-se do navio, tornou-se novamente um corpo elíptico alongado de cor branco-prateada. Todos os três observadores viram o artefato até ele desaparecer.

-

Esse avistamento foi mencionado no artigo do cientista, jornalista e escritor russo Valentin Psalomschikov, publicado na revista russa NLO, especializada em assuntos relacionados com o paranormal, em 2001.

crédito: WIKIPEDIA

-

Mesmo as modernas embarcações de guerra da Marinha Russa estão sujeitas à ação de objetos submarinos não identificados hoje em dia

Já em 1976, outro fato chamou a atenção da então Marinha Russa. A tripulação do navio de pesquisa científica Vladimir Vorobyov observou oito raios radiais brancos e giratórios medindo em torno de 20 m de comprimento emanando de um objeto massivo, encontrado pelo localizador acústico a 20 m abaixo do navio — a profundidade da área de Bengala Bay, onde estava o Vorobyov, era de 170 m. O fenômeno durou 30 minutos. Quando os raios começaram a aparecer, os marinheiros, que estavam dormindo, ficaram assustados. O incidente foi relatado em uma série de publicações soviéticas.

-

Mais um fato espantoso foi o ocorrido em 28 de fevereiro de 1977 e descrito no jornal soviético Vechernyaya Odessa, que conteve ainda uma entrevista com o capitão do navio a motor Anton Makarenko, envolvido no incidente. Seu nome era Yevgeny Lisenko, e ele disse aos repórteres que, enquanto navegava pelo Estreito de Malak, em águas indonésias, cinco membros de sua tripulação testemunharam uma luminescência de proporções gigantescas. Às 02h00, os homens relataram ter observado uma roda luminescente com raios, com o epicentro das evoluções por trás do navio e com alcance de cerca de 18 km. A “roda” estava submersa e o fenômeno durou cerca de 50 horas.

-

“Alcançavam o horizonte”

-

Inicialmente, os marinheiros viram apenas alguns pontos luminescentes entre as ondas, que logo começaram a se multiplicar. Em seguida, os pontos de luz se estenderam em linhas de cerca de 6 a 8 m de largura, até o horizonte. A distância entre as linhas era de cerca de 40 m. Tudo se tornou brilhante, como se a Lua aparecesse no céu. A luminescência era fria, prateada e muito brilhante.

“As linhas começaram a se mover, como pontas de uma roda gigante e com movimentos lentos que alcançavam o horizonte”, lembrou o capitão.

Os tripulantes, todos eles homens experientes, sentiram tonturas e ficaram nauseados, como se estivessem em um carrossel. A evolução acelerou e as extremidades dos raios se dobraram. Finalmente, eles se partiram em pontos separados e desapareceram.

-

Há relatos soviéticos fascinantes vindos também da ilha Geórgia do Sul, localizada no território das Malvinas, a 1.600 km da Antártida. Como se sabe, a porção sul do Oceano Atlântico é uma das áreas mais remotas do planeta. Capitães de navios russos relataram que uma nuvem obscura em forma de cone pairava constantemente sobre a ilha. Anexa aos relatórios feitos pelos comandantes das embarcações, havia nos documentos que vazaram uma fotografia mostrando o movimento ascendente de um disco, vindo do fundo do oceano — o objeto não se parecia com um míssil, tampouco com um torpedo. Logo após sua ascensão, ele tornou-se invisível aos radares.

-

Em dezembro de 1977, não muito longe da mesma ilha, a tripulação do barco de pesca Vasily Kiselev também observou algo extraordinário. Ascendendo verticalmente debaixo do mar havia um objeto em forma de rosquinha, com diâmetro estimado entre 300 e 500 m. Enquanto a aeronave pairava a uma altitude de 4 km, a estação de radar da traineira ficou imediatamente inoperante. O aparelho permaneceu sobre a área por três horas e depois desapareceu instantaneamente.

-

O relatório do evento foi feito pelo doutor Y. Zakharov, médico de bordo, que descreveu o UFO como um corpo ascendente na água, em forma de cogumelo, que deixava um rastro de fumaça atrás. O objeto mudou seu ângulo de inclinação em relação ao horizonte e depois desapareceu abruptamente sem deixar rastros”. Enquanto a tripulação observava o artefato, todos notaram que a estação de rádio de bordo apresentara defeito. O relatório dos eventos foi enviado para a Comissão Central de Fenômenos Anômalos no Meio Ambiente.

-

Mais casos registrados

-

O engenheiro siberiano U. Yerokhin relata um artigo publicado no jornal soviético Nedelya, em 1977, mencionando que os cientistas a bordo do navio Vladimir Vorobyov descreveram uma mancha branca brilhante que girava em torno da embarcação a uma profundidade de 170 m. A mancha, que de acordo com Yerokhin estava entre 150 a 200 m do Vorobyov, girava em sentido anti-horário. O localizador de profundidade sonora da embarcação registrou a presença de algo a uma profundidade de 20 m sob a quilha — uma luz se movia em forma de onda, com formato de oito raios rotativos e curvos, parecido com as lâminas de uma turbina.

-

O disco voador era como um corpo ascendente na água, em forma de cogumelo, que deixava um rastro de fumaça atrás. O objeto mudou seu ângulo de inclinação em relação ao horizonte e depois desapareceu abruptamente sem deixar rastros

Em 1997 o grupo editorial soviético Sudostroyeniye publicou um livro escrito por Mikhail Igorevich Girs, que foi comandante de um navio experimental. Na obra, ainda disponível em algumas bibliotecas regionais na Rússia, Girs discorre sobre a construção e sobre as missões de um aparelho científico submersível tripulado, chamado de Tinro-2. O autor cita um incidente que ocorreu no início de 1970, observado a bordo do submersível.

-

À noite, conforme a escuridão descia sobre o mar, os marinheiros viram uma nuvem luminescente gigantesca, um pouco acima do horizonte, com formato quase perfeitamente redondo.No meio da nuvem eles distinguiram um ponto que se movimentava de forma caótica, possuindo algo que lembrava uma cauda — os marinheiros observaram a nuvem crescer em tamanho, enquanto a cauda se movia constantemente. Quando a primeira nuvem se dissipou, outra cresceu no seu lugar e, em seguida, uma terceira. Em determinado momento elas cobriram uma à outra. As nuvens eram luminescentes e assemelhavam-se à Lua, mas não tão brilhantes. A transmissão de rádio não foi afetada e tampouco as bússolas magnéticas do navio.

-

Um evento pitoresco

-

Em 1958, Felix Zigel, professor assistente no Instituto de Aviação de Moscou e pioneiro da Ufologia Russa, criou, em conjunto com alguns entusiastas, um grupo para pesquisa do Fenômeno UFO. Suas contribuições foram imensas e eles escreveram uma série de livros sobre discos voadores na União Soviética, na época distribuídos como manuscritos para escaparem da censura estatal. Zigel faleceu em 1988, um ano antes de a censura ser abolida e a presença alienígena na Terra deixar de ser um tabu. Em um de seus livros, o pesquisador narrou um evento pitoresco. Em 1978, marinheiros do navio a motor Novokuznetsk observaram um UFO quando partiam do Equador.

-

Um radiograma enviado do navio, em 15 de junho, relatava que à noite, da proa, foram observadas quatro trilhas brancas e brilhantes partindo rapidamente, cada uma delas com 20 m de comprimento. Ao mesmo tempo, outras duas trilhas, com 10 m comprimento, aproximaram-se da embarcação. Logo em seguida, às 03h00, na frente do navio, uma esfera branca luminescente, com polos achatados, emergiu da água. Ela voou ao redor da embarcação e pairou por alguns segundos sobre o navio a uma altitude de 20 m. Em seguida elevou-se em ziguezague e desceu, submergindo.

-

Fato semelhante ocorreu ao navio de cruzeiro Shota Rustaveli, que foi construído na Alemanha, em 1968. Em 2002, ele foi renomeado Assedo e então adquirido pela empresa ucraniana Kaalbye Shipping. Em 2003, como era uma embarcação obsoleta e desgastada, foi enviada para desmonte no porto indiano de Alang. Mas o Assedo guardava um segredo. Enquanto navegava pelo oceano Atlântico, em 1978, uma grande esfera voou sobre ele e os passageiros relataram que seus relógios pararam de funcionar. O avistamento do antigo navio de cruzeiro foi relatado em um manuscrito chamado Nablyudeniya, por Felix Zigel, em 1979.

-
Espetáculo celeste

-

Em 21 de setembro de 1980, um UFO também foi avistado a partir do navio Viktor Bugayev, no Oceano Atlântico. De formato incomum, o objeto se parecia com um charuto cônico e movia-se lentamente de sudoeste para nordeste. A porção dianteira da nave era luminescente devido a um grande feixe de luz flamejante que media mais da metade do comprimento do objeto e dava a impressão de estar direcionado para a parte traseira do navio. Depois de voar por algum tempo, o UFO pairou praticamente imóvel, girando sobre si mesmo de vez em quando. Em seguida, outro artefato idêntico separou-se do primeiro e rapidamente ganhou velocidade, desaparecendo a noroeste.

-

O primeiro aparelho, ainda pairando, desligou o feixe de luz e assumiu a cor de alumínio. Em seguida, passou a mover-se na mesma direção do objeto anterior, aumentando sua velocidade. Os contornos claros de seu corpo ficaram embaçados conforme ganhou distância. Entre os dois UFOs formou-se uma listra escura que cobria cerca de um sexto do comprimento da fuselagem e ambos voavam entre 3 e 4 km, sem emitirem som ou deixarem trilhas — no navio, 30 membros da tripulação observaram com atenção.

-

O relatório sobre esse impressionante avistamento foi publicado em uma série de livros sobre UFOs e foi incluído originalmente no manuscrito de Aleksandr Kuzovkin, em 1981, sobre dados estatísticos de UFOs na União Soviética.Kuzovkin tornou-se um importante ufólogo na Rússia, vencendo a censura oficial. Em 1990, ele tinha um arquivo com mais de 10 mil relatos de UFOs e acreditava que a falta de tato quanto a uma possível interferência deles em nosso mundo, poderia nos trazer consequências imprevisíveis.

-

Ele falou abertamente em entrevistas que a ciência russa ainda se recusava a considerar o Fenômeno UFO como algo sério enquanto centros de pesquisa nos Estados Unidos sabiam da gravidade dos acontecimentos, pesquisas ufológicas eram realizadas na Europa e departamentos especiais para pesquisa de UFOs funcionavam na China. Quase foi fuzilado por isso.

-
O Caso Gori

-

Em junho de 1984, o petroleiro soviético Gori se encontrava no Mediterrâneo, a 35 km do Estreito de Gibraltar. Às 16h00, Alexander Globa, um dos marinheiros do navio, estava de serviço acompanhado do segundo em comando, S. Bolotov. Enquanto estavam de vigília na ala esquerda da ponte de extensão, os dois homens observaram um estranho objeto policromático no céu, que se aproximou até alcançar a popa do navio e então parou de repente. Bolotov, impaciente, sacudiu seus binóculos e começou a gritar:

“É um disco voador, um disco real! Meu Deus, depressa, depressa, olhe!” Globa olhou através de seus próprios binóculos e viu, à distância sobre a popa, um artefato de aparência achatada que lembrava uma frigideira virada de cabeça para baixo. O UFO reluzia com um brilho metálico acinzentado.

-
A parte inferior da nave tinha uma forma redonda mais precisa e seu diâmetro não passava de 20 m. Em torno da parte de baixo do objeto Globa observou “ondas” de protuberâncias no chapeamento exterior. A base do corpo do UFO consistia de dois semidiscos, sendo o da parte superior menor. Ambos giravam em direções opostas. Na circunferência do disco inferior, Globa viu inúmeras luzes, brilhantes como pérolas — a atenção do marinheiro estava concentrada na parte inferior do aparelho. Ela parecia completamente uniforme e suave, sua cor era como a de uma gema e, no centro, Globa percebeu uma mancha redonda, como um núcleo.

crédito: JIM NICHOLS

-

Os objetos submarinos não identificados são capazes de entrar e sair de massas d’água com grande velocidade e incomum agilidade

-

Na borda do fundo do UFO, que era facilmente discernível, havia algo que se parecia um tubo — ele reluzia com uma cor rosada anormalmente brilhante, como uma lâmpada de néon. Na parte superior, o centro do disco era coroado por algo que tinha forma triangular. Parecia se mover na mesma direção que o disco inferior, mas a um ritmo muito mais lento. De repente, o UFO saltou várias vezes, como se movido por uma onda invisível.

-

Várias luzes iluminaram sua porção inferior. A tripulação do Gori tentou atrair a atenção do objeto, fazendo sinais com um holofote.Naquele momento, o capitão Sokolovsky já estava no convés com seus homens, observando intensamente o artefato. No entanto, a atenção do aparelho foi atraída por outro navio, vindo do porto — era uma embarcação árabe de carga seca, a caminho da Grécia, e sua tripulação confirmou que o objeto pairou sobre ela.

-

Um minuto e meio depois, a nave mudou sua trajetória de voo para a direita, ganhou velocidade e subiu rapidamente. Marinheiros soviéticos observaram que, quando o veículo ascendeu, aparecendo e desaparecendo por entre as nuvens, ele refletia ocasionalmente os raios do Sol. O UFO então disparou como uma faísca e desapareceu instantaneamente. O testemunho de Alexander Globa foi publicado na revista ucraniana Zagadki Sfinksa, em 1992.

-

Mistérios no mar

-

Segundo a edição de junho de 1987 da revista Vokrug Sveta, no mesmo mês de 1984 o navio Professor Pavlenko, construído em 1973, com registro no porto da cidade de Odessa e enviado para desmontagem em 2000, também teve um encontro com OSNIs. De acordo com o relato, enquanto navegava no Mar Adriático, pela Baía de Zaton, a tripulação observou uma mancha brilhante que apareceu na superfície, acompanhada de círculos radiantes que se espalham sobre a água, a partir dela.

-

Os círculos, que tinham bordas distintas, expandiam-se a uma velocidade de cerca de 100 m por hora. Sobre esse incidente, Mikhail Soroka, conhecido pesquisador de fenômenos paranormais em Kiev, Ucrânia, declarou em 2007 ao jornal Fakty que marinheiros tiveram inúmeros encontros com objetos não identificados:

“Esses objetos aparecem inesperadamente, voam sobre os navios, e submergem na água sem causarem salpicos. Eles quebram o gelo no Oceano Ártico e emitem luminescência desde as profundezas do oceano”.

Soroka mencionou encontros com OSNIs que seguiam um cenário semelhante: cilindros gigantes apareciam no céu, pequenos UFOs voavam para fora de seus corpos e mergulhavam na água. Algum tempo depois, eles voltavam à superfície, voavam de volta para dentro do cilindro e desapareciam no horizonte. Após as aparições de tais objetos em uma determinada área, registrava-se que o campo eletromagnético da região experimentava flutuações.

-

Soroka também mencionou um interessante incidente ocorrido nas Ilhas Curilas. Em um dos lagos congelados da região foi descoberta uma estranha marca de derretimento no gelo — sua forma era circular, com as bordas derretidas e o campo eletromagnético ao redor estava anormalmente elevado. No entanto, nenhuma testemunha foi encontrada para revelar o que realmente teria acontecido ou o que deixara tal marca no lago.

-

Não apenas Soroka, mas também outros pesquisadores russos descreveram um episódio de 1968 que teve lugar perto da costa da América do Sul. Depois de fazer uma investigação própria e detalhada e de entrevistar uma série de fontes, descobri que aquele foi um incrível episódio de encontro com uma entidade desconhecida debaixo d’água. Este incidente, muito incomum, aconteceu em 1968, durante uma viagem do navio de investigação científica Akademik Kurchatov, hoje desmantelado.

-

Ele não era um navio de investigação científica comum e realizou 50 viagens em todos os oceanos do planeta, participando de grandes programas internacionais de pesquisas. Sua última viagem ocorreu em 1989, quando já era a principal embarcação da Academia Soviética de Pesquisas Científicas e Oceanologia. O Oceano Atlântico foi o seu principal campo de trabalho.

-
Pesquisas flutuantes

-
O Kurchatov era, na verdade, um instituto de pesquisas flutuante, bem equipado e inteligentemente projetado, com capacidade de manobras de alta complexidade, sistema de navegação, cortadores, botes salva vidas e um helicóptero. Em 01 de setembro de 1968, a embarcação navegava na região sudeste do Pacífico, não muito longe da costa da América do Sul, com tempo bom e surpresas não esperadas. De repente, quando um dos instrumentos científicos lançados ao mar atingiu a profundidade de 500 m, o cabo foi deslocado para o lado, como se alguém o tivesse puxado, e se partiu — a instrumentação se perdeu no fundo do oceano.

-

Um minuto depois, os grossos cabos que transportavam o tubo de amostragem do solo e o da draga de fundo também foram arrancados e completamente partidos, sem explicação. Isso nunca tinha acontecido antes durante as viagens de Akademik Kurchatov. Quando os cabos rompidos foram levados até o convés, os desesperados cientistas russos ficaram espantados: nos pontos de rompimento eles viram cortes de dois metros de comprimento, brilhantemente polidos. Era como se alguém tivesse usado uma lima gigante para cortar o cabo — a tripulação do Akademik Kurchatov nunca conseguiu descobrir quem fez aquilo com seus grossos cabos de aço.

-
KGB e ufólogos em conjunto

-
Em 1984, por decisão da União das Sociedades e Conselhos Tecnocientíficos da Rússia, foi fundado um organismo oficial de pesquisa do Fenômeno UFO, a Comissão Central de Fenômenos Anômalos, cujo presidente era V. Troitsky, membro da Academia de Ciências Soviética, e em cuja diretoria estava o general de aviação, piloto e cosmonauta Pavel Popovich.

-

Ocorria ali o início de um processo de cooperação entre ufólogos e a então KGB que foi sem precedentes e um marco na história da pesquisa ufológica do país — e possivelmente do mundo. Popovich, que concedeu uma série de entrevistas fascinantes alguns anos antes de sua morte, citou em uma delas OSNIs e bases alienígenas subaquáticas na costa da então União Soviética. Isso fez com que membros da Comissão recolhessem relatos de avistamentos de UFOs e OSNIs junto à população da nação. Um desses relatos veio de um mecânico de Leningrado chamado A. Golitikin.

-

Em 1980, ele velejava a bordo da traineira frigorífica Brilliant quando teve uma surpresa. Em 24 de janeiro, a embarcação estava operando a cerca de 35 km da costa da África Ocidental quando, às 13h00, ele foi para o convés e, juntamente com outro membro da tripulação, observou um objeto preto em forma de charuto voando em direção ao navio. O UFO se movia muito mais lentamente do que faria um avião e estava a uma altura de 1,5 a 2 km, sem emitir ruído. Eles observaram o objeto por cerca de sete minutos através de binóculos e ficaram muito espantados quando a nave se aproximou da traineira, mas imediatamente desapareceu.

-

Estes são apenas alguns de muitos casos que a antiga Marinha Soviética guarda a sete chaves em seus arquivos. Poucas dessas ocorrências vieram a público, devido à censura que reinava no país antes da queda do Muro de Berlim, e certamente há muito mais informações incríveis nos porões secretos do país, mas que ainda permanecem muito bem guardados.

-

Fonte

leia mais...

Rússia Esconde uma Civilização Subaquática Avançada de possível Origem Extraterrestre.

image

Existe uma atividade sobrenatural muito peculiar suspeita do envolvimento de criaturas alienígenas, responsáveis ​​por eventos misteriosos relacionados aos submarinos russos da União Soviética. No entanto, parece que as autoridades russas querem manter o que está acontecendo sobre o maior segredo e todos os arquivos nesta matéria foram selados. Agora, dois pesquisadores, chamado Paul Stonehill e Phillip Mantle, decidiram acabar com esses eventos misteriosos.

image

O comandante militar russo fala sobre formas de vida aquática extraterrestre Durante a pesquisa, esses dois homens examinaram o segredo envolvendo algumas declarações extraordinárias relacionadas ao mergulho extraterrestre, obtendo um grande número de testemunhas oculares. Stonehill e Mantle correlacionam acidentes estranhos a algumas aeronaves de passageiros causadas pela atividade de OVNIs subaquáticos, ou os chamdos de OSNIs, de modo que colocam os equipamentos das aeronaves fora de uso, perdendo sua orientação.

-

Depois, há testemunhas que relatam encontros com criaturas marinhas extraterrestres e objetos altamente incomuns vistos no fundo do mar. Uma das declarações mais impressionantes vem do comandante da marinha russa general V. Demyanenko.

-

O Major disse que ele e sua equipe de mergulhadores haviam perseguido e conheciam uma raça de alienígenas humanoides que foram apelidados de “nadadores“.

image

Esses extraterrestres emergiram de um túnel subaquático e mediram cerca de três metros de altura, usavam vestimentas de prata e capacetes esféricos enquanto viviam em águas congeladas que cercavam o território russo da Sibéria. Ele disse que quando a Marinha soviética tentou capturar uma dessas criaturas para uma investigação mais aprofundada, eles disseram que esses seres dispararam uma enorme fonte de energia como uma forma de defesa.

-
Stonehill e Mantle também documentaram várias outras reuniões com Aliens. Os dois pesquisadores também analisaram os relatórios do chefe do departamento de inteligência da Rússia em uma frota do Pacífico, o almirante Domislovsky disse que há um objeto com cerca de 900 metros de comprimento no oceano e ocasionalmente é captado por navios em trânsito .

image

Paul Stonehill e Phillip Mantle também examinaram os relatórios de outros comandantes militares russos relacionados à atividade extraterrestre subaquática em torno do famoso Triângulo das Bermudas.

-

O Sr. Mantle disse que esta não é a primeira vez que várias testemunhas tentaram falar sobre a atividade altamente incomum que assistiram no Oceano Atlântico. Há uma situação altamente explosiva na presença extraterrestre na área do Triângulo das Bermudas e estão tentando desacreditar tudo isso ao encontrar explicações inexplicáveis ​​sobre o desaparecimento de navios e aviões nesta famosa área .

-

No entanto, qualquer tentativa de falar ou divulgar essas informações, Isso só levou ao silêncio e ao domínio público, apenas discussões e documentos ridiculizado pelo sistema de poder oculto que esconde a verdade.

-

FONTE

leia mais...

OVNI persegue o cruzador de míssil USS Princeton durante o exercício

OVNI persegue o cruzador de míssil USS Princeton
Relatando a notícia é o tablóide britanico METRO, com um artigo sobre a denúncia feita por alguns militares dos EUA e confirmada pelo Pentágono, onde ele revelou um episodio escalonamento, ou seja, um objeto voador não identificado foi o de acompanhar (ou supervisionadas) l ' Cruzador do míssil de Ticonderoga da classe de "USS Princeton" durante um exercício militar em 2014.
image
"USS Princeton" classe Ticonderoga míssil cruiser
-
O incidente ocorreu em 10 de novembro de 2014, quando o cruzador de míssil USS Princeton, um dos navios modelo Ticonderoga equipados com mísseis de cruzeiro BGM-109 Tomahawk, foi acompanhado por uma aeronave não identificada, escreve o tabloide britânico Metro.
image
Em 10 de novembro de 2014, o USS Princeton, um cruzador de mísseis da classe Ticonderoga, avistou um "veículo aéreo anômalo" (AAV) e tentou analisá-lo usando seu poderoso sistema de radar, mas não conseguiu "identificá-lo".
image
De um relatório secreto militar dos EUA, repórteres aprenderam que enquanto tentavam detectar dados da misteriosa aeronave, o OVNI caiu drasticamente de uma altura de quase 20 quilômetros para alguns metros acima do mar, então quase verticalmente ele se lançou em direção ao céu. Quatro dias depois, um objeto não identificado apareceu novamente eo caça F / A-18 Super Hornet foi retirado para interceptá-lo, mas os aviões americanos não conseguiram alcançar a aeronave não identificada que desapareceu no ar.
-
-
leia mais...

OVNIs (UFOs) podem sugar a água dos lagos e mares?

OVNIs podem sugar a água dos lagos e mares
Muitas pessoas de diferentes partes do mundo afirmam ter visto objetos voadores não identificados voando sobre lagos, como se suas bases existissem ali ou tivessem alguma intenção com a água. Geralmente, grandes ou pequenos lagos não são acessíveis aos seres humanos.
image
Nos grandes lagos, que medem centenas de quilômetros, os habitantes mais próximos só conseguem ver o que acontece nas margens do lago, mas não conseguem ver o que acontece no centro ou além, mas percebem que muitas vezes há objetos que interagem com agua
-
O súbito desaparecimento de um lago glaciar no Parque Bernardo O'Higgins, no sul do Chile, gerou todos os tipos de hipóteses possíveis há algum tempo. Um terremoto, uma erupção vulcânica subterrânea ou o aquecimento global são algumas das teorias que os cientistas arriscaram para justificar o caso. Um ufólogo chileno afirmou que existem "UFOs que sugam a água" e que isso teria acontecido antes.
-
Mas como um lago de dez quilômetros de diâmetro não desaparece todos os dias deixando apenas um pouco de gelo e um poço de 30 metros, há aqueles que têm um olhar que vai além e arrisca a hipótese do fenômeno extraterrestre. Isso é de acordo com "especialistas" sobre o assunto "alguns OVNIs chupam a água" e isso teria acontecido antes em muitas partes do planeta.
-
Rodrigo Fuenzalida, conhecido especialista na área, disse que "o Chile se tornou o lugar favorito dos OVNIs". "O Chile tem uma grande riqueza de recursos naturais que, sem dúvida, como foi documentado, são de especial atração para esses seres. Vulcões, lagos de água doce e áreas montanhosas que permitem um melhor esconderijo, entre outras coisas. Além disso, nos últimos anos, fomos atingidos por grandes terremotos que, sem dúvida, atraem a atenção deles ", disse ele.
-
Fuenzalida disse que outro fator importante no aumento dos avistamentos tem sido o uso de tecnologias massivas, como filmadoras de melhor resolução e telefones celulares. "Toda vez que temos câmeras e instrumentos melhores que nos permitem, por exemplo, detectar a presença de objetos que não são visíveis ao olho humano, como por exemplo, através de câmeras infravermelhas", explicou.
-
Nesse texto, o ufólogo chileno Rodrigo Fuenzalida, disse que a teoria de uma presença extraterrestre no desaparecimento do lago tem "fundações" desde naquela área "60% dos avistamentos (UFO) em todo o Chile acontece."
-
"Nós verificamos que certos UFOs sugam a água. Há um caso no Lago Colbún, com depoimentos de carabineiros e civis que viram o local se empoleirar no lago e coletar água ",
disse Fuenzalida.
-
No entanto, os cientistas dizem que logo a causa do desaparecimento do lago pode ser conhecida com certeza. Enquanto isso, a teoria mais sustentável indica que uma rachadura enorme teria feito com que o lago do sul fosse esvaziado em poucas horas, deixando a água fluir para o centro da Terra, como uma piscina com o bujão removido.
-
Abaixo está um vídeo interessante de nossos companheiros do Planeta Snakedos com seu ponto de vista particular. O que você acha? Deixe seu comentário abaixo!
-
FONTE: YOUTUBE E   .ufospain.com/
leia mais...

OSNI (USO)- O que são objetos submersos não identificados? OVNI subaquáticos?

OSNI - O que são objetos submersos não identificados OVNI subaquáticos 01
Se a grande maioria das pessoas pensa que provavelmente são as máquinas voadoras com as quais nosso planeta é visitado pelos seres do Cosmos, poucos são aqueles que ouviram falar dos objetos misteriosos que atravessam as águas subterrâneas dos lagos e oceanos, apenas Como os dispositivos similares que voam no céu.
-
Será que prefere algum OVNI para viajar sob a água? Ou estamos lidando com uma nova categoria de objetos misteriosos? Duas questões que a ciência moderna não consegue encontrar respostas ...
-
Aqueles que atravessam as profundezas
-
Incorporadas no esquecimento de fenômenos mais conhecidos no campo, como a Área 51, o episódio de Voronezh ou os encontros de 1-4 graus, o caso de Objetos Submersos Não Identificados (USO, em linguagem específica) aumenta uma série de novas perguntas, sensivelmente diferentes das que acompanham o clássico (já ...) tema dos OVNIs.
-
De acordo com o cientista renomado do OVNI, Dr. Timothy Good, objetos estranhos que viajam pelas águas da Terra colocam em questão uma das teorias mais perturbadoras sobre visitantes de outros mundos.
-
As pessoas, sendo autoproclamadas as espécies mais inteligentes e poderosas da Terra, acham difícil aceitar a possibilidade de serem visitadas em certo momento por seres muito superiores de outros planetas.
OSNI - O que são objetos submersos não identificados OVNI subaquáticos 02
O famoso romance científico de Jules Verne "Vinte Mil Ligas sob o Mar" abre com um objeto submerso não identificado movendo-se a grande velocidade aterrorizando as pistas do mar e muitos especulando que o objeto estranho era um monstro marinho atacando passageiros e navios de carga.
-
O que podemos fazer diante de criaturas de outros mundos que se deslocam pela água tão facilmente quanto os seus companheiros vagam pelo céu em navios voadores? O que eles estão procurando na Terra? O que eles querem de nós? Por que ele está se movendo através de lagos e oceanos? Alguns trechos imensos de água têm propriedades misteriosas que permitem que sejam verdadeiras portas de cruzamento interdimensionais? Nós não sabemos ainda.
-
O conhecimento das pessoas deste subcapítulo cativante é (ainda) resumido a suposições simples, juntamente com uma revisão dos casos mais importantes registrados no volume cada vez maior de fenomenologia de OVNIs.
-
Achamos surpreendente que as contas da USO tenham centenas de anos, como muitos outros UFOs mais famosos. Parece que as pessoas mencionaram em seus escritos e crônicas objetos metálicos, na maioria das vezes brilhantes ou providos de dispositivos semelhantes a faróis que cortaram as águas do oceano em alta velocidade.
Muitas vezes eles afundavam nas profundezas, desaparecendo sem deixar- vestígios dos olhos espantados dos marinheiros, às vezes eles de repente derramaram as águas para voar para o céu.
-
A reciprocidade às vezes era válida, algumas testemunhas oculares dos séculos anteriores recontando em documentos preservados hoje sobre dispositivos semelhantes a OVNI que afundam sutilmente, preferindo como transporte submarino, o que os escondeu dos olhos do espanto das pessoas.
-
De acordo com alguns relatórios, os USOs que estavam nas geleiras dos pólos derretem o gelo enquanto se moviam para a superfície, deixando para trás verdadeiros canais livres nas calotas. Eles funcionaram tão bem por causa do calor que emanava dos motores ou da camada de fricção, como as tripulações dos navios soviéticos que se encontravam sobre o Ártico e a Antártica estavam dizendo?
-
USO no Ártico e na Antártica?
-
Em vez disso, as tripulações de navios de pesca que foram testemunhas de USOs em frotas de pesca industriais declararam que objetos estranhos são responsáveis ​​pelo desaparecimento de peixes na área, e os especialistas têm esgotado as variantes de tal situação em que os visitantes de outros mundos "roubaram a peixes, as criaturas do mar ficaram assustadas fugindo de nadar debaixo d'água ou peixe e outros animais deixavam as águas poluídas depois que o objeto passou.
-
Alguns dos entusiastas extraterrestres chegam a dizer que os visitantes de outros planetas têm inclinações ecológicas, alertando os bancos de peixe para não se aproximarem das espécies de Homo sapiens sapiens ...
-
"Vários arquivos subaquáticos" ...
-
Provavelmente o incidente mais confiável da USO ocorreu em 4 de setembro de 1971, quando quatro membros do Instituto Nacional de Geografia da Costa Rica voaram de um bimetal Cote Lake perto do vulcão Arenal.
-
A equipe de pesquisadores queria mapear e fotografar toda a área que naquele momento ainda não era explorada. Para este fim, a expedição possui uma câmera especial ligada à parte inferior do avião.
-
A câmera era de grande formato e disparou automaticamente a cada 20 segundos para tirar uma nova foto do lago e seus arredores. No final da missão de pesquisa, quando os especialistas desenvolveram a foto, perceberam uma presença bizarra, que ao princípio parecia ser um metal de 36 metros de diâmetro descartado quando estava entrando nas águas profundas do lago.
OSNI - O que são objetos submersos não identificados OVNI subaquáticos 03
Interpretação de Artista de USO (OSNI)
-
O objeto cujos detalhes foram capturados com precisão pela câmera não apareceu em nenhum outro instante do filme. Estudos subseqüentes na sede da Kodak nos Estados Unidos mostraram, sem estampagem, que não há falhas de refração, aberração cromática ou outro defeito na fotografia, os especialistas declarando que a foto é puramente autêntica ...
-
Lake Cote é muito profundo, e há muitos relatos de habitantes locais que freqüentemente viram objetos voadores entrando ou saindo de suas águas em alta velocidade. No dia seguinte ao incidente envolvendo os 4 membros da National Geographic às 9 horas, dois pescadores em um barco do lago ouviram um ruído metálico nas proximidades.
-
Quando viraram as cabeças na direção do som, viram um objeto submarino metálico equipado com 3 torres. Pouco tempo sem barulho, a máquina gigante saiu da água e dirigiu-se para as montanhas ao norte do lago.
-
Na noite de 6 de novembro de 1973, houve outra reunião com uma USO, desta vez perto da costa leste dos Estados Unidos. Os pescadores de Pascagoula, Mississippi, eram testemunhas diretas, assim como a Guarda Costeira.
-
No total, 9 testemunhas viram um objeto circular de metal elíptico, com cerca de 6 metros de comprimento e uma luz dourada no topo. O objeto se move sem barulho sobre a água a uma altura de 1-2 metros.
-
Assim que as pessoas o viram e começaram a gritar e a agitar, o objeto afundou na água, como se escondesse das pessoas. A Guarda Costeira fez um relatório detalhado e contatou a base marítima mais próxima da Marinha na área.
-
Para a surpresa de todos, os radares da Marinha americana identificaram um objeto metálico de 6 metros na mesma área.
-
Há, no entanto, um lugar na Terra que pode facilmente ser chamado de fenômeno do USO, e em nenhuma outra área do mundo, há um lugar onde a freqüência de objetos estranhos nas profundezas é tão grande. É Puerto Rico, uma ilha tropical no Mar do Caribe.
-
Puerto Rico está localizado na esquina do famoso Triângulo das Bermudas, famoso pelo número de deslocamentos inexplicados de barcos, navios, aviões e helicópteros. Um grande número de incidentes da USO foram relatados em torno das Montanhas da selva El Yunque e das selvas.
OSNI - O que são objetos submersos não identificados OVNI subaquáticos 04
triângulo das Bermudas
-
Aqui, o fenômeno USO UFO tornou-se tão comum que os habitantes locais se acostumaram a eles como incidentes diários. Os marines americanos também foram designados para missões na área.
"MUITAS PESSOAS VISARAM UFOS RIDING COM ÁGUA, UMA VEZ QUE EU VOU UM BONITO. EM PRIMEIRO, PENSIAM QUE ERA UM BARCO, OLHARAM NO PRETO EM BAIXO, E NA PARTE SUPERIOR, TEM MUITAS LUZES VERMELHAS E AZUIS. "TÃO SEGUINTE COMO ME AVISOU, HE SANK, DESAPARECENDO NO MAR", DIZ JOSE ORLANDO GOLIS, UM OFICIAL DO GOVERNO DE PUERTO RICAN ESTOU EM EL YUNQUE.
Felix Rivera é um mergulhador profissional que possui sua própria empresa de mergulho recreacional ou industrial perto da American Air Naval Air Station, uma das bases americanas da ilha. Felix confirmou que muitas testemunhas da USO são soldados e militares dos EUA na base.
"SELOS DE MARINHA, AS TROPAS DE ELITE DA MARINHA AMERICANA ESTÃO TALGADAS AQUI, MAIS DELE ME DIZEM SOBRE ENCONTROS COM TAL OBJECTIVOS ESTRANHOS. ALGUNS DIGA, MISTERIOSOS APARELHOS SÃO MENOS ABORDANDO SEUS BARCOS DE TREINAMENTO. MAS QUANDO OS AMERICANOS SEJAM DEMASIADOS PRÓPRIOS PARA ELES OU PUXE NA SUA DIRECÇÃO, OBJETOS PISAR E DESAPARECER EM UMA VELOCIDADE IMPOSSÍVEL PARA QUALQUER MÁQUINA MAN-MADE, "ADICIONA.
O norte de Porto Rico é uma área chamada o Estreito de San Juan, um lugar que temem hoje as autoridades americanas, alarmadas por um grande número de aeronaves militares e privadas que desapareceram e continuam a desaparecer regularmente nesse local.
-
Um lugar que merecia justamente a fama criada em torno do Triângulo das Bermudas. Ainda mais interessante é o que acontece nas profundezas do Estreito de San Juan, onde os pesquisadores descobriram uma falha submarina profunda de mais de 9 mil metros.
-
Aqui é, de fato, o ponto mais profundo do Atlântico, a pressão subaquática é tão grande que a vida é normalmente impossível, e qualquer submarino feito pelo homem seria esmagado pela imensa pressão da água.
-
Os relatórios da marinha e da aviação dos EUA informam sobre um navio metálico de forma circular que geralmente aparece acima da água, estacionando por um período de tempo indefinido antes de afundar sem deixar vestígios no azul do Atlântico.
-
O que a Marinha russa esconde?
-
A Rússia (incluindo o antigo espaço soviético) esconde uma série de fenômenos USO, altamente documentados e estudados por vários especialistas de prestígio.
-
Recentemente, os líderes do Centro Russo de Estudos do Fenômeno OVNI aceitaram publicar apenas uma pequena parte da informação considerada pelo Kremlin como "capaz de provocar o pânico entre a população".
-
O dossiê "seguro" foi entregue aos pesquisadores Paul Stonehill e Philip Mantle, os dois pesquisadores anunciando que escreverão um livro com base nos dados que tratarão todo o caso da USO na história da Rússia.
-
Um dos casos mais espetaculares é que um navio de guerra soviético descobriu um objeto não identificado que se deslocava pelo Oceano Pacífico através de seu equipamento de detecção de submarinos.
OSNI - O que são objetos submersos não identificados OVNI subaquáticos 05
O que são objetos submersos não identificados (USO, OSNI)?
-
Os comandantes do navio pensaram ter descoberto um submarino americano em uma missão de espionagem. O objeto estranho ficou profundo, os oficiais russos lançando chamadas de rádio em que eles estavam tendendo a render-se. O choque de todos veio quando o objeto decidiu deixar o navio soviético.
-
Ele desapareceu surpreendentemente rápido, os radares calculando que o navio submarino estava em movimento a uma velocidade de cerca de 450 km / h a uma profundidade de 5.000 metros ... enquanto a velocidade máxima do submarino mais eficiente construído com as tecnologias atuais não exceda 65 km / h a uma profundidade máxima de 50 metros ...
-
O primeiro caso de USOs estudados pelos soviéticos refere-se ao incidente de Odessa, quando vários oficiais e soldados da Base Naval de Sevastopol observaram e identificaram uma USO que deixou o Mar Negro em agosto de 1950 na pronta aproximação de um cruzeiro militar soviético.
-
Desde então, de acordo com os dados recentemente enviados pelas autoridades russas, foram contados mais de 300 casos USO, o que faz questão de nos perguntar o que as informações estão escondidas nos bancos de dados da Marinha russa?
-
-
Referências:
http://www.descopera.ro
Precisa saber: UFOs, as forças armadas e a inteligência por Timothy Good
Segredos da Rússia: Objetos submersíveis não identificados em águas russas e internacionais
Os arquivos Ufo soviéticos: encontros paranormais por trás da cortina de ferro
Céu misterioso: Fenômeno UFO soviético
leia mais...

RANDOM

 
Copyright © 2014 UFOLOGIA ORIGINAIS • All Rights Reserved.
Template Design by UFOOVNI • Powered by Blogger
back to top