Mostrando postagens com marcador TEORIAS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador TEORIAS. Mostrar todas as postagens

Vírus alienígena e arma biológica: as teorias conspiratórias da Covid-19

Imagem de: Vírus alienígena e arma biológica: as teorias conspiratórias da Covid-19
A pandemia de coronavírus tem levado pânico à população mundial. Como a doença surgiu e se espalhou muito rapidamente, diversas teorias da conspiração tentaram explicar a origem da Covid-19. Uma das que mais circulou nas redes sociais – e no WhatsApp, claro – foi a de que a doença seria uma arma alienígena para destruir a humanidade.

Quem começou essa história foi o astrônomo e astrobiólogo Chandra Wickamasinghe. Nascido no Sri Lanka, em 1939, o cara jura que a Covid-19 chegou à Terra em outubro de 2019 junto a um asteroide que teria caído justamente na China. Essa não seria a primeira vez que um evento desses teria ocorrido, com outras pandemias supostamente tendo origem extraterrestre.
Astrobiólogo Chandra Wickamasinghe acredita em origem extraterrestreAstrobiólogo Chandra Wickamasinghe acredita em origem extraterrestreFonte: Wikimedia

A síndrome respiratória aguda grave (SARS), de 2002, também surgiu na China e, de acordo com Wickamasinghe, veio de fora da Terra.

Ele tem uma certa fascinação nessa crença, tanto que nos anos 1970 escreveu um livro chamado “Doenças do Espaço”, tentando provar como algumas das mais mortais enfermidades, como a gripe, vieram de regiões distantes no Universo.

O astrobiólogo, no entretanto, não sabe explicar como o vírus teria sobrevivido à radiação sofrida durante toda a sua jornada até aqui e nem como teria infectado os humanos após o choque com a Terra.

Por conta disso, ele é bastante desacreditado dentro da comunidade científica internacional, mas faz sucesso entre os fanáticos por teorias de conspiração.

A teoria de Wickamasinghe se baseia na ideia de que toda a vida terrestre, na verdade, é extraterrestre. Isto é: a vida por aqui teria surgido através de micro-organismos provenientes do espaço. Muitos cientistas tentam provar essa teoria, chamada de panspermia. Até agora, não obtiveram sucesso.
Covid-19 teria vindo junto com asteroide? Improvável!Covid-19 teria vindo junto com asteroide? Improvável!Fonte: Pixabay

Arma bioquímica

Outra teoria conspiratória muito popular referente ao coronavírus é de que ele teria sido criado em laboratório para ser uma arma bioquímica. Estados Unidos e China acusaram um ao outro de ter criado o vírus que causou a pandemia.

Até mesmo gente importante entrou nessa briga, como o senador norte-americano Tom Cotton, que publicou um tweet em que diz que Wuhan, onde a Covid-19 surgiu, é o único lugar do país que possui um superlaboratório de biossegurança, tentando correlacionar os fatos.

De fato, esse lugar existe, mas sua segurança é tão grande que o vazamento de qualquer patógeno seria impossível. Outras instalações parecidas, de segurança máxima, existem em vários lugares do mundo, inclusive nos Estados Unidos.

Já alguns representantes da China acusam o país de Trump de deliberadamente ter criado a Covid-19 em laboratório e soltado em seu território. Faria sentido os Estados Unidos soltarem um vírus tão contagioso em solo chinês sendo que rapidamente ele voltaria ao território norte-americano? Não faria, mas tem gente que acredita piamente nisso.
Alguns acreditam que a Covid-19 é uma arma biológica norte-americana soltada deliberadamente na ChinaAlguns acreditam que a Covid-19 é uma arma biológica norte-americana soltada deliberadamente na ChinaFonte: Pixabay

Afinal, qual a origem?

De acordo com pesquisadores da revista Nature Medicine, a Covid-19 surgiu através da evolução. Ou seja, um evento extremamente terrestre e natural. Através do mapeamento genético do vírus, foi possível determinar que ele não tem nenhum traço de manipulação laboratorial e muito menos alienígena.

Veja também: Estudo revela: coronavírus não foi feito em laboratório

Os coronavírus fazem parte de uma família de vírus que podem gerar doenças com diferentes graus de gravidade. A SARS, por exemplo, foi causada por um tipo de coronavírus e infectou 8 mil pessoas, matando 800 delas. 

Acredita-se que esta tenha surgido em mutações dentro de civetas-africanas – uma espécie de gato selvagem – infectadas por morcegos. Posteriormente, ao serem comercializadas em mercados, acabaram infectando o homem.

Como os primeiros doentes pela Covid-19 frequentaram o mesmo mercado de Wuhan, é mais provável que a sua origem seja semelhante à da SARS. Não se sabe, entretanto, quais seriam os hospedeiros não humanos que originalmente causaram a mutação que acabou atingindo os humanos. 

O mais provável é que novamente tenha vindo dos morcegos, já que o mapeamento genético da Covid-19 é bastante similar aos coronavírus encontrados nesses mamíferos voadores.

Outra possibilidade é que o coronavírus tenha saltado de um hospedeiro animal para os humanos para daí sofrer a mutação que o tornou tão contagioso. Ainda será preciso mais algumas pesquisas científicas para determinar se uma dessas duas teorias está correta, mas dificilmente será algo diferente disso.

leia mais...

Conferência sobre extraterrestres no Vaticano: Saiba o que aconteceu

No dia 12, na Igreja de Santa Ana do Vaticano, foi realizada uma conferência para uma platéia cheia de jesuítas (considerados os cientistas da Igreja), sobre possíveis encontros com alienígenas.

Os apresentadores da conferência ofereceram detalhes sobre os incidentes de OVNIs mais famosos da história, mas sem confirmar nada de novo, nem especificando o que o Vaticano tem a ver com a ufologia.

Informações de várias fontes levaram ufólogos e acadêmicos nos últimos anos a concluir que o Vaticano está muito ciente de tais encontros com alienígenas e da presença de OVNIs em nosso planeta.

E no que parece ser um movimento sem precedentes, desde 2 de março deste ano, o Vaticano finalmente permitirá que pesquisadores de diferentes países tenham acesso a informações relacionadas ao pontificado de Pio XII (1939-1958).

Com isso, eles querem encerrar um debate de longo prazo sobre seu real papel durante a era do "Holocausto", embora esses documentos também pareçam descrever casos de grande interesse para os ufólogos.

Como escrevemos anteriormente na UFO-Espanha, o Papa João XXIII supostamente teve um encontro extraterrestre no verão de 1961, dois anos antes de sua morte.

Essa reunião surpreendente foi revelada anos depois, na década de 1980, pela secretária pessoal do papa, Loris Francesco Capovilla.

Loris testemunhou o incidente e o manteve em segredo, seguindo os desejos do Papa, por mais de duas décadas, até que foi revelado em um jornal britânico.

Numa tarde de julho de 1961, na residência de verão em Castelgandolfo, perto de Roma, o papa e sua secretária estavam passeando pelos jardins da propriedade.

Por volta das 22 horas, eles notaram uma estrela brilhante. A suposta estrela começou a descer e depois de alguns minutos, eles perceberam que era algum tipo de navio voador.

O OVNI em questão tinha uma forma redonda, com luzes azuis e âmbar. O brilho das luzes era tal que o jardim parecia ter sido iluminado pela luz do dia.

Quando o OVNI estava perto o suficiente, ele parou e permaneceu estável no ar. Um raio de luz amarela apareceu sob o navio. A luz dava a sensação de um tubo de luz que parava de um a dois metros do chão sem refletir no chão.

Um humanóide emergiu do tubo de luz. O alienígena tinha uma auréola branca dourada ao redor. Ele era mais alto que o humano médio e tinha orelhas grandes e pontudas.

O ser levantou o braço para cumprimentar o papa e sua secretária, mas pensando que estavam testemunhando uma visão divina, ajoelharam-se e começaram a orar.

Depois de alguns instantes, eles ergueram a cabeça, mas o alienígena ainda estava a poucos metros deles. Sem dizer nada, o papa João XXIII levantou-se e caminhou em direção ao estrangeiro. Loris permaneceu calada de joelhos, observando o papa e o alienígena conversando.

Não há informações sobre o que eles conversaram. Pela informação disponível, sabemos que, embora Loris pudesse ouvir a voz do papa, a conversa era telepática.

Depois de se comunicar por cerca de 20 minutos, o alienígena virou e saiu. O navio decolou em completo silêncio.

Não é segredo que o Vaticano possui um dos maiores arquivos históricos do mundo, com cerca de 150.000 documentos, de modo que os ufólogos estão muito animados com a possibilidade de ter acesso parcial.

Mas devemos lembrar que o Vaticano não vai revelar segredos importantes sobre o fenômeno OVNI, pelo menos no momento. Desde que a conferência comentou a idéia de “evangelizar estrangeiros”.

Obviamente, as coisas podem mudar se os cientistas confirmarem a estranha origem do sinal de rádio do espaço sideral que se repete a intervalos regulares a cada 16 dias.

Veja o Vídeo:https://youtu.be/v32tcRCT0s4

leia mais...

Antropólogo diz que UFOs são pilotados por humanos do futuro

As grandes distâncias percorridas pelos visitantes "extraterrestres" podem ser temporárias e não espaciais, argumenta um novo livro. A controvérsia é servida.

Michael Masters, professor de antropologia biológica da Universidade Tecnológica de Montana, EUA, escreveu um novo livro intitulado “Objetos Voadores Identificados: uma abordagem científica multidisciplinar do fenômeno OVNI, no qual aquele que oferece uma nova perspectiva e algumas propostas que convidam a reflexão.

Masters acredita que, dado o ritmo acelerado da ciência, tecnologia e engenharia, é provável que os humanos do futuro possam desenvolver o conhecimento necessário para retornar ao passado.

O objetivo do livro é gerar um novo debate entre crentes e céticos.
"Adotei uma abordagem multidisciplinar para tentar entender os mistérios desse fenômeno", disse Masters ao portal Space.com.
“Nosso trabalho como cientistas é fazer grandes perguntas e tentar encontrar respostas para perguntas desconhecidas. Algo está acontecendo aqui, e devemos ter um debate sobre isso. Deveríamos estar na vanguarda da tentativa de descobrir o que é. ”
OVNIs humanos que viajam no tempo - O antropólogo reconhecido garante que os OVNIs sejam pilotados por seres humanos que viajam no tempo

Masters observa que as histórias de encontros próximos com alienígenas geralmente descrevem os pilotos de OVNIs como seres bípedes e sem pêlos, humanóides com cérebros grandes, olhos grandes, narizes e bocas pequenas.

Além disso, em alguns casos, foi relatado que as criaturas têm a capacidade de se comunicar conosco em nossos próprios idiomas e possuem tecnologia avançada, mas claramente construídas com a tecnologia que conhecemos.

Além disso, ele acredita que, através de uma análise exaustiva de padrões consistentes de mudança biocultural ao longo da evolução humana, bem como avanços recentes em nossa compreensão da viagem no tempo, podemos começar a considerar essa possibilidade no contexto de uma fenômeno atualmente inexplicável.
"O livro liga esses aspectos familiares da nossa história evolutiva com o que ainda é um aspecto não comprovado e não confirmado de OVNIs e alienígenas", disse Masters.
“Sabemos que estamos aqui. Sabemos que os humanos existem. Sabemos que tivemos uma longa história evolutiva neste planeta. E sabemos que nossa tecnologia será mais avançada no futuro. ”
“Acho que a explicação mais simples, de maneira inata, é que somos nós. Só estou tentando oferecer o que provavelmente é a explicação mais parcimoniosa.

Como antropólogo que trabalhou e dirigiu inúmeras escavações arqueológicas na África, França e nos Estados Unidos, Masters observa que é fácil conceituar quanto mais poderia ser aprendido sobre nossa própria história evolutiva se atualmente tivéssemos a tecnologia para visitar períodos passados.

"Os supostos relatos de sequestros são principalmente de natureza científica", continua Masters.
“Provavelmente são futuros antropólogos, historiadores e linguistas que voltarão a obter informações de uma maneira que atualmente não podemos ter sem acesso a essa tecnologia. Dito isto, acho que algumas de suas intenções também são turismo. ” 
“Sem dúvida, no futuro, há quem pague muito dinheiro para ter a oportunidade de retornar e observar seu período favorito na história. Alguns dos locais turísticos mais populares são as pirâmides de Gizé e Machu Picchu, no Peru ... locais antigos e pré-históricos ”.
No entanto, a maioria da comunidade científica discorda da teoria proposta por Masters.
Alguns de seus colegas dizem que o antropólogo tenta deduzir a história evolutiva dos extraterrestres das descrições das testemunhas, então ele leva essas histórias muito a sério.
"Não há nada neste livro que possa ser levado a sério, pois depende da crença de que 'viagem no tempo' não é apenas possível, mas real" ", disse Robert Sheaffer, escritor americano freelancer e cético em OVNIs. .
"Supostamente, nossos descendentes distantes dominaram as viagens no tempo e viajaram a tempo de nos visitar."
“Então, de acordo com Masters, você simplesmente vira algo rápido o suficiente e ele começa a distorcer o espaço e até envia as coisas de volta no tempo. Esta é uma afirmação muito duvidosa.
Mas Masters também encontrou apoio em alguns cientistas, como o astrônomo David Darling, que reconhece que, se for dado como certo que alguns OVNIs são naves 'extraterrestres', é igualmente razoável supor que elas poderiam ser máquinas do tempo para o nosso próprio futuro. .

Até Larry Lemke, engenheiro aeroespacial aposentado da NASA, acha interessante a possibilidade de futuros visitantes viajarem no tempo.

Lemke disse que a idéia de alguém descobrir como manipular o espaço-tempo explicaria muitas coisas sobre o fenômeno OVNI, incluindo os desconcertantes objetos em forma de Tic-Tac que foram perseguidos pelos pilotos militares dos EUA.

Deixando de lado a controvérsia entre os cientistas, Masters acredita que é necessário usar uma abordagem científica multidisciplinar para o fenômeno OVNI para resolver esse mistério de uma vez por todas.

A premissa de que os OVNIs são pilotados por pessoas do futuro poderia explicar o fenômeno, embora nem tudo.O que você acha dessa teoria?

VEJA O VÍDEO:
https://youtu.be/J4ttvNSPSRk

leia mais...

OVNI, Desinformação: As “más” Ideias que moldam as nossas crenças

Geralmente, a discussão sobre OVNI hoje em dia gira em torno de uma ou duas, posições relativamente polarizadas dominantes sobre o assunto. Uma delas é a defesa ou “crença” num fenómeno real, tangível, e a outra é a atitude baseada no cepticismo de que toda a crença em OVNI é baseada numa percepção errada, ou algum outro fator psicológico subjacente, variando desde delírios a fantasias, até à desonestidade.

Enquanto o debate sobre a existência de OVNI se mantém acesso, existe um fator subjacente que é muito menos amplamente discutido, e que tem pouco valor no fato de se um caso “a favor” ou “contra” um caso OVNI se possa basear. Isso acontece porque lida com o fato de que ambas as posições têm sido ativamente promovidas por agências oficiais ao longo dos anos, sempre que as circunstâncias que surgiram tornassem um ou outro argumento particularmente vantajoso em nome do sigilo governamental.

(Imagem 1)
Devido a isso, ao longo do tempo eu comecei a gravitar mais para o que eu percebo como sendo a probabilidade de que, embora certamente não todos os avistamentos e relatos de OVNI possam ser facilmente explicados, existe uma maioria distinta de casos mais bem documentados sobre OVNI ao longo dos anos contém algum elemento de desorientação, normalmente apresentado a um ou mais indivíduos que estão de alguma forma envolvidos na investigação de OVNI.

Este tipo de tática é usado normalmente com o propósito de “guiar” as suas conclusões sobre o assunto, talvez num esforço para os distrair de chegar a conclusões mais lógicas (como iremos analisar já a seguir com a história de Paul Bennewitz), embora também existam casos em que os objetivos mais amplos parecem destinados a apenas medir as reações dos indivíduos visados.


A história de Paul Bennewitz é, sem dúvida, entre os casos mais amplamente reconhecidos, onde uma pessoa interessada em OVNI foi deliberadamente fornecida com más informações sobre o assunto por parte de uma agência governamental.

Aqui, a razão para isso tinha sido destinado a desviar a sua atenção do que eram, na época, testes secretos de micropulsos codificados da NSA que estavam a ser realizados na Base Aérea de Kirkland (e, como já sugeri em várias ocasiões antes, o livro “Project Beta” do meu amigo Greg Bishop é a melhor fonte de informações sobre o caso Bennewitz, eu também sugiro a pesquisa de Bishop num artigo aqui, no MU, que sugere que o Astrónomo e defensor OVNI, J. Allen Hynek, pode ter tido um papel no desenvolvimento desta operação).

Bennewitz reecebeu equipamento que o ajudou a decifrar o que ele achava que fossem mensagens de “Extraterrestres” e, além disso, foi encorajado a continuar a pesquisa OVNI por algumas autoridades da Força Aérea, que incluiu o agente especial AFOSI Richard Doty.

Influenciado pelo trabalho de Bishop, o livro “Mirage Men” de Mark Pilkington, investigador com sede em Londres e músico (sobre a qual um documentário de mesmo nome foi baseado) investiga inúmeros outros casos famosos de OVNI das últimas décadas, onde operações semelhantes podem ter sido usadas .


Estas vão desde a possível manipulação de alguns dos principais intervenientes no famoso incidente OVNI Ilha Maury, (que incluiu o piloto Kenneth Arnold), e o estranho papel de um homem, Fred Crisman, cujo papel no caso parece sugerir fortemente o envolvimento do governo ; como observado por Pilkington, e citado anteriormente pelos pesquisadores Peter Levenda e Nick Redfern, Crisman iria passar a ser associado a inúmeras circunstâncias o que torna a sua aparição ainda mais questionável.
Fred-Crisman
FOTO: FRED CRISMAN
Entre estes estava nada mais nada menos do que o assassinato do presidente dos EUA, John F. Kennedy, onde Crisman mais tarde foi intimado a comparecer no tribunal de Warren a respeito do caso contra Clay Shaw, o único homem julgado – e absolvido no espaço de uma hora após comparecer perante um júri – na investigação do assassinato de JFK.

Há também o sequestro bizarro e escapadas sexuais de agricultor brasileiro Antonio Villa-Boas na década de 1950 (uma das primeiras “abduções” tão carente de sofisticação dos seus intervenientes que dificilmente pode ser contestado que a “nave” que o sequestrou tinha sido um helicóptero … embora o seu encontro sexual forçado com uma bela loira “alien” a bordo não seja a pior coisa a que ele possa ter sido sujeito).


Tais avistamentos encenados de OVNIs e falsos encontros “alienígenas” foram realizados, desta forma, com a aparente intenção de inspirar a crença em extraterrestres entre os membros mais imaginativos do público em geral … mas para quê?

Enquanto isso, as divulgações oficiais feitas por grupos governamentais e organizações científicas, tais como o estudo “Rand Corporation” de 1968, assim como a Universidade do Colorado “UFO Project” encabeçado por Edward Condon, onde apresentou opiniões “objetivas” na matéria, o que sublinhou a necessidade de “a necessidade urgente de dados objetivos “, emparelhado muito paradoxalmente, com a noção de que nenhum benefício científico adicional poderia derivar do estudo dos OVNIs.

Claro, não podemos provar com precisão quem, ou que agências provavelmente estarão por trás de incidentes como o “rapto” Villa-Boas, ou inúmeras outras histórias envolvendo OVNIs; revisão cuidadosa das evidências, no entanto, sugere que houve quase nada “alien” sobre tais casos, com os dados favorecendo manipulação psicológica e desorientação em seu lugar.

Ainda mais recentemente, o grau para o qual os dados detalhados apareceu em conjunto com fraudes OVNI foi impressionante; considerar o famoso caso dos drones CARET (mais sobre este assunto pode ser lido
aqui).

Com o aparecimento abundante de imagens digitais que tinha sido “quase” convincente, emparelhado com documentação sombria, de aparência oficial, complementada por comentários adicionais de um indivíduo que se chama “Issac”, todo o assunto trouxe um ar de realismo ao mesmo que ele era quase equiparado com os famosos documentos MJ-12  … outro exemplo clássico de má informação que chegou às mãos de pessoas que de outra forma são bons pesquisadores, com o resultado final de dividir opiniões, e alimentar a polarização das atitudes das pessoas.

Hoje, essa polarização continua, é claro. Mas enquanto nós paramos para considerar a forma como as nossas crenças são tão frequentemente afetadas pelo tipo de informação que aparece diante de nós, devemos nos lembrar que há questões mais profundas que temos de perguntar de vez em quando … questões com implicações para além das simples posições de “acredito” ou “não acredito”.


Entre os reinos da dúvida e crença, pode-se descobrir que atitudes dogmáticas sobre OVNIs, e talvez inúmeros outros assuntos, têm lentamente sido formadas – ou talvez tenham mesmo sido moldadas – ao longo do tempo, com a ajuda daqueles que têm empurrado qualquer ideologia com o propósito de ganhos em outras áreas.

By: Micah Hanks,
Mysterious Universe
Crédito Imagem Destaque – Theodore Van Pelt Getty Images







leia mais...

Os Tuatha de Danann: a tribo que lutou contra os Anunnaki (vídeo)


Na mitologia irlandesa, diz-se que uma raça de reis desceu dos céus para a antiga cultura pré-celta. Essas criaturas altas e brilhantes trouxeram consigo o conhecimento secreto dos deuses.

Enquanto os Tuatha representam uma casta de seres elementares irlandeses, também existem relatos deles como conquistadores de carne e sangue do Fir Bolg, uma das raças antigas que habitavam a Irlanda.

Tuatha Dé Danaan traduz de maneira grosseira mas imprecisa como "povos / filhos da deusa Danu".

Eles são freqüentemente chamados simplesmente de Tuatha, Tua ou Tuatha Dé, que também foi usada nos primeiros textos cristãos irlandeses como um nome para a diáspora israelita, que, por si só, é uma história histórica interessante.

Danu também se tornou Anu. A referência, se não óbvia, cria um elo interessante entre Israel e as antigas mitologias da Mesopotâmia.

Segundo Lebor Gabála Érenn (O Livro da Tomada da Irlanda), uma coleção solta de poemas e narrativas em prosa, conta as origens míticas e a história dos irlandeses desde a criação do mundo até a Idade Média.

Os Tuatha desceram para a Irlanda "em nuvens escuras" e "aterraram nas montanhas de Conmaicne Rein em Connacht, trazendo uma escuridão sobre o sol por três dias e três noites".

Outra versão da história, menos impregnada da névoa da lenda, os Tuatha eram invasores de carne e sangue, desembarcando em uma frota de embarcações marítimas às margens do que hoje é Connemara, na Irlanda.

Como que para selar sua resolução, eles queimaram todos os seus navios, para não ter como recuar. Diz-se que a fumaça crescente dos fogos é a base do mito que indica sua chegada na fumaça do céu.

Depois de uma série de guerras, diz-se que os místicos Tuatha de Danann foram derrotados e, posteriormente, se retiraram para as "colinas ocas", tornando-se conhecidos como o povo élfico da tradição celta.

É interessante notar que o prefixo de Elven, "El", é um derivado do antigo Elil sumério e do hebraico Elohim, ambos pronomes adequados para os nomes dos deuses.

Há uma similaridade surpreendentemente reconhecível entre os mitológicos Tuatha de Danann e os Nephilim, pois eles parecem ser descendentes etimológicos na transmissão do pensamento religioso.

Elil e Ea foram os antecessores linguísticos de Elohim e Yahweh (Jeová). Também é interessante notar que os Danaan Tuatha são a base do povo alto, elegante e brilhante de JRR Tolkien.

Tuatha de Danann, Danitas, Tribo de Dan e sua ligação com os Lordes Dragões, os Anunnaki e a Serpente. São apenas truques de similaridade de palavras ou as coincidências são grandes demais para serem ignoradas?

leia mais...

Suméria, os Anunnaki e a possível origem dos répteis (Vídeo)

As representações dos deuses anunnaki são muito controversas, pois parecem ter uma aparência reptiliana.

Além disso, quando eles mencionaram seres humanos, eles os chamavam de cravos. Nas gravuras, os Annunaki eram representados na forma humanóide, ou seja, pareciam ter um rosto humano.

Mas pode não ser assim. Os Annunaki proibiram os sumérios de refleti-los em sua aparência real em suas gravuras e estátuas.

Em quase todas as gravuras e relevos onde os Anunnaki estão representados, vemos 3 elementos muito marcantes. Em primeiro lugar, aparece um Deus que tem uma espécie de abacaxi na mão.

Para alguns pesquisadores, o abacaxi simbolizava a glândula pineal. Os Anunnaki supostamente sabiam como estimular a glândula para extrair todo o seu potencial.

Um segundo ponto a considerar é o navio misterioso que eles mantêm, e de acordo com Sitchin e outros autores, seria o barco onde eles depositaram a conhecida "Água da Vida".

Um terceiro objeto é esse tipo de pulseira que nos lembra suspeitosamente de um relógio. Na Babilônia, eles chamavam o SIR de Anunnaki, o que significa dragão ou grande cobra.

Também o símbolo de Enki eram as duas cobras enroladas no caduceu, mas que podiam ocultar até três tipos de significados:

A natureza reptiliana dos Anunnaki: como quase todas as culturas antigas falam de deuses serpentes descendentes das estrelas, aos quais a criação dos homens é atribuída.

Genética dos Répteis: De acordo com essa interpretação, porque as duas serpentes enroladas têm uma semelhança com o DNA humano, seria para indicar que elas nos criaram, seria um tipo de mensagem oculta.

Sabedoria espiritual: o caduceu é um símbolo da síntese do conhecimento e da sabedoria espiritual?

Uma das figuras mais intrigantes é a de uma deusa-mãe feminina segurando um bebê enrolado. Se observarmos o bebê, veremos que sua cabeça é réptil e seus olhos estão rasgados como sua mãe.


leia mais...

A intervenção dos arcontes na humanidade


Demônios estranhos chamados arcontes e cuja existência foi refletida nos textos gnósticos de Nag Hammadi, parecem ter uma suspeita semelhança com certos relatos que falam sobre a aparência de alguns tipos de alienígenas, e quanto a tudo isso? São as mesmas entidades? “O que a história diz?” Essas e muitas outras perguntas são respondidas no vídeo a seguir por JL
leia mais...

E se não somos a primeira civilização na Terra? A hipótese siluriana (Vídeo)

Cientistas de trajetória reconhecida investigam se no passado havia uma sociedade industrial que acabou perecendo como resultado do aquecimento global gerado por sua ação no planeta.

"Os silurianos seriam uma raça de humanóides cientificamente avançados - semelhantes a répteis - que precederam o homem na cabeça do planeta Terra".
Gavin Schmidt, diretor do Instituto Goddard de Estudos Espaciais, NASA, e o astrofísico Adam Frank, da Universidade de Rochester, foram inspirados por eles para esboçar uma teoria perturbadora.

A hipótese siluriana postula a possibilidade de que, há milhões de anos, tenha havido uma civilização não humana na Terra, capaz de transformar o mundo a ponto de causar uma mudança climática comparável - maior, de fato - àquela causada pela humanidade no mundo. Era industrial.

A teoria não é caprichosa. Os cientistas se baseiam no estudo de um fenômeno conhecido como "Máximo Térmico do Paleoceno-Eoceno", uma súbita mudança climática que marcou o fim do Paleoceno e o início do Eoceno, 56 milhões de anos atrás.

Nesse período histórico, a temperatura média da Terra era 15 graus mais alta que a atual. Praticamente não havia gelo em toda a superfície da Terra e o clima nos pólos era quase tropical.

O engraçado é que existem estudos que mostram que nos séculos anteriores houve um aumento chocante nas emissões de carbono, comparável ao que seria esperado no Antropoceno, a era geológica que aconteceria com a atual, o Holoceno, devido ao impacto global da Atividade humana no meio ambiente.
"Esses eventos são indicativos de uma civilização industrial não humana?", Pergunta Frank em um artigo publicado esta semana no The Atlantic.

Embora esse aumento nas emissões de carbono no Paleoceno possa ter sido causado pela queima de carvão fóssil, como atualmente é o caso, existem diferenças substanciais em termos de tempo.

O que no passado teria ocorrido ao longo de centenas de milhares de anos, agora desencadeado em um século. Enfim, os cientistas chamam a atenção para um ponto.

Se essa civilização extinta realmente existisse, seria perfeitamente possível que nenhum vestígio fosse registrado. Pense na maioria dos fósseis encontrados datando de milhares, ou centenas de milhares de anos, não milhões.

Seria perfeitamente possível que os restos das fábricas e edifícios hipotéticos daquela época sejam apenas poeira hoje.
"Seria fácil perder uma civilização industrial que viveu apenas 100.000 anos, o que seria 500 vezes mais do que a nossa civilização industrial", diz Frank.
"Métodos de detecção novos e dedicados podem ser necessários para encontrar evidências de um evento tão curto em sedimentos antigos."
“Em outras palavras, se você não está procurando explicitamente isso, talvez não o encontre. Esse reconhecimento é, talvez, a conclusão mais concreta do nosso estudo. ”
Numa época em que a humanidade está afetando tanto a sustentabilidade do planeta com suas ações, não parece uma má idéia pensar que poderia acabar se extinguindo devido às mudanças climáticas.

E que existe a possibilidade de isso já ter acontecido com outra civilização.O que você acha disso? Assista ao vídeo a seguir e deixe seu comentário abaixo.


leia mais...

Uma "porta" se abre na Antártica e anima todos os tipos de teorias (vídeo)

As teorias sobre a "terra oca" se intensificam após a notícia de que uma enorme entrada da Terra na Antártica apareceu nos mapas.

Parece que os fãs das teorias da conspiração receberam um novo tópico para discutir. Os telespectadores já sugeriram que a estrutura poderia ser uma entrada para a "terra oca" ou um "encobrimento militar".

O enorme buraco misterioso localizado em uma remota ilha da Antártica foi visto novamente no Google Maps, o que causou grandes debates nas redes sociais.

A descoberta, cuja autenticidade não pode ser verificada, foi feita pelos autores do canal do YouTube ThirdPhaseFromTheMoon, que publicou um vídeo em 14 de dezembro que mostra como é uma caverna gigante.

Dois elementos continuam a intrigar os anfitriões do canal: as origens dessa entrada estranha e seu tamanho impressionante.

Usando o Google Maps, Blake e Brett Cousins ​​mostraram que o buraco enigmático apareceu pela primeira vez em 2007 e desapareceu vários meses depois.

Outro detalhe que surpreendeu os anfitriões é que uma estrutura tão gigantesca, com 83 metros de altura e 75 metros de largura, não existia em 2006.

Segundo os anfitriões, esta caverna pode abrigar dentro de "centenas, senão milhares de pessoas".

Falando sobre as origens desse buraco enigmático, Brett Cousins ​​disse que poderia ser o resultado de um evento natural.

Seu colega apontou para uma estrutura incomum que levava à entrada que parecia uma escada ou algum tipo de acesso.
“É grande o suficiente para naves espaciais e discos voadores, ou mesmo os ativos de nossas forças armadas, para chegar a essa enorme abertura. Isso é uma base? Não há indicação de que seja uma pia ”, disse Brett Cousins.
Usuários de redes sociais acrescentaram ainda mais mistério e alguns sugeriram que a estrutura gigante poderia ser uma entrada para um submarino ou um projeto secreto do governo.

Embora outros usuários tenham dito que poderia ser simplesmente um buraco de fusão. Mas a teoria que tomou a palma da mão é que eles defendem que a estrutura é realmente uma porta para as profundezas da Terra.

O que você acha disso? Será ou não? Assista ao vídeo a seguir e deixe seu comentário abaixo.


leia mais...

General diz que os EUA tem a tecnologia para teletransportar pessoas

Teletransporte é o processo de mover objetos ou partículas de um lugar para outro instantaneamente.
Dependendo da narração em questão, isso pode ou não ser feito usando uma máquina ou dispositivo. Literalmente, significa "deslocar à distância" , entendido como deslocamento que ocorre sem a necessidade de estabelecer contato físico direto com o objeto para que ele se mova.

Por exemplo, se teletransportarmos a cópia exata de um ser humano, devemos destruir o original a ser considerado teletransportado e não clonado ou não é bem assim?

No final do mês passado, o tenente-general Steven L. Kwast, comandante do Comando Aéreo para Educação e Treinamento da Base de San Antonio-Randolph, no Texas, revelou surpreendentes informações classificadas durante uma conferência em Washington DC

Kwast, que se aposentou no início deste ano de 2019, acredita que a tecnologia avançada determinará quem liderará o mundo no espaço. Mas em um ponto da conferência, ele fez uma revelação surpreendente:

Os Estados Unidos já têm a capacidade de teletransportar seres humanos para qualquer parte da Terra usando tecnologia radicalmente avançada.
"A tecnologia está nos bancos de engenharia hoje", disse o tenente-general Kwast. "Mas a maioria dos americanos e a maioria dos membros do Congresso não tiveram tempo de realmente analisar o que está acontecendo aqui".
“Mas tive o benefício de 33 anos de estudo e amizade com esses cientistas. Essa tecnologia pode ser construída hoje com uma tecnologia que não é de desenvolvimento para levar qualquer ser humano de qualquer lugar do planeta Terra para qualquer outro lugar em menos de uma hora. ”
Segundo o oficial, além das pessoas, as tecnologias avançadas existentes podem fornecer Wi-Fi e energia do espaço, eliminando a necessidade de antenas e carregadores de celulares, com tecnologia também aplicável em um nível específico.
"O poder do espaço mudará o poder mundial, e não precisa ser um grande país para fazê-lo", disse o ex-oficial.
"Pode ser um país insular pequeno, diz a Nova Zelândia, porque a tecnologia, se otimizada, pode mudar a potência mundial, e não há nada que eu possa fazer se não tiver essa potência".
“Você tem e seus valores governam, ou você não tem, e deve enviá-lo. Vimos que é tocado repetidamente na história e agora está se desenvolvendo. ”
Infelizmente, Kwast não especificou que tipo de tecnologia os EUA supostamente possuem. para teletransportar seres humanos, mas dado o tema de seu discurso, especialmente dedicado à Força Espacial dos EUA, o novo ramo das forças armadas dos EUA anunciado pelo presidente Trump em agosto parecia estar falando sobre viagens espaciais.

Sabe-se que Kwast, que se aposentou da Força Aérea em agosto, falou e escreveu sobre questões consideradas qualificadas, apesar de ter ordens diretas para não fazê-lo, e é um defensor ativo do domínio militar no espaço.

Até a revista The Drive sugeriu que o oficial aposentado pudesse ser eleito para liderar a Força Espacial Trump, cujo financiamento foi aprovado pela Câmara nesta semana como parte do orçamento fiscal de 738 bilhões de dólares para o Pentágono em 2020.

Na conferência, Kwast alertou que, embora os Estados Unidos continuassem "dominantes" no espaço, naquele momento, eles tinham que agir agora para manter esse domínio, porque os adversários dos Estados Unidos, particularmente da China, poderiam "vencer esta corrida" e depois Seja um perigo real no espaço.

O funcionário disse que a China já está construindo uma marinha espacial, incluindo "navios de guerra e destróieres" capazes de manobrar e destruir seus adversários, enquanto os Estados Unidos não estavam atualmente desenvolvendo tais navios.

Novamente, uma teoria da conspiração se torna realidade e foi demonstrado que o teletransporte não é apenas ficção, é uma realidade.

Também nos mostra o quanto os governos escondem, por segurança ou por seguir uma agenda sombria da tecnologia que existe hoje, que é muito mais avançada do que podemos imaginar.

O que você acha? Você acredita nas palavras do tenente-general Kwast sobre teletransporte? Estamos escondendo essa tecnologia incrível? Deixe seu comentário abaixo.

leia mais...

Bases Subterrâneas e a Presença Extraterrestre

Resultado de imagem para Bases Subterrâneas"As histórias por trás das “instalações subterrâneas” também servem de apoio para algumas conspirações sobre a presença dos alienígenas (negativos) que colocam em prática seus planos genéticos com as abduções de seres humanos.

No extremo norte do estado do Novo México (EUA) está o pequeno vilarejo de Dulce. Dulce está localizado na Platô Archuleta, fronteira do estado do Novo México e Colorado.

O vilarejo é o lar para 3.000 habitantes e é a capital da Nação Apache Jicarilla. Por menor e mais insignificante que este remoto local possa parecer, ele se tornou o centro de controvérsia no início da década de 1980.

O físico e inventor, Paul Bennewitz, alegou ter descoberto uma base subterrânea ocupada por extraterrestres, próxima de Dulce. Sua história rapidamente se espalhou através da comunidade que estuda o fenômeno dos OVNIs. Alegações ao redor da base incluíam as abduções de humanos por estes seres extraterrestres.

Ele também alegou que os extraterrestres estavam engajados no desenvolvimento de tecnologia avançada, inclusive a manipulação genética. Seus planos seriam o de controlar o governo e GANHAR o controle final da Terra, por intermédio da Nova Ordem Mundial.

Histórias surgiram a respeito de uma oculta aliança entre humanos e os habitantes da base de Dulce, a qual inclui alianças com os ‘governos sombra’, por intermédio de sociedades secretas, tais como os Iluminati, os Maçons, o Grupo Bilderberg e o Skull and Bones.

Dulce não é o único local na Terra onde acredita-se que há bases subterrâneas, mas é o que recebeu a maior notoriedade nos últimos tempos. Alegadamente, bases subterrâneas podem ser encontradas ao redor do mundo, com locais de grande atividade por todos os Estados Unidos, Austrália, Antártica e América do Sul.

Estas bases estão interconectadas por intermédio de uma série de canais. Também há alegações de que um desses túneis leva à uma base ativa sob o Vaticano, o qual tem exercido controle sobre a civilização ocidental por séculos.

Uma gama de informações a respeito do assunto surgiu, que parece ir a vastos extremos. E, por mais estranho que essas informações possam parecer, poderia qualquer coisa do que é alegado ser verdade?

Em busca de respostas, referenciamos então à mitologia. Antes e continuarmos, devemos declarar que a mitologia, como muitas das alegações vindas das comunidades que estudam os OVNIs, é tratada mais como ficção científica do que fato.

Os mitologistas tradicionais alegam que os deuses encontrados na mitologia representam as forças da natureza, ou são a criação da imaginação vívida de alguém.  Isto posto, fica a pergunta: a mitologia dá suporte à estas aparentes alegações estranhas?

A Mitologia por Detrás

Histórias de reinos subterrâneos ocupados pelos “deuses” estão por toda a mitologia. Dependendo da cultura, estes reinos têm sido chamados de Hades, Tartarus, Xibalba, Duat, Patala e Inferno. Estas “casas dos deuses” nem sempre são encontradas nas profundezas da Terra, mas são algumas vezes descritas como estando localizadas dentro de uma montanha, ou nas profundezas das águas da Terra.

O acesso a estes reinos, irrelevantemente de sua localização, é muitas vezes descrito como sendo a boca de uma caverna. A entrada pode parecer aberta a um dado momento e então desaparecer de vista completamente e instantaneamente. Os habitantes destes reinos subterrâneos não desejam ser visitados, porém a visita é concedida a seletos indivíduos.

De acordo com textos antigos, a entrada para o submundo é dificílima. O Popul Vuh Maia, por exemplo, descreve a rota tomada pelos irmãos heróis Hunhum-Ahpu e Vukub-Hunapu.

Ele descreve a respeito de uma descida íngreme até a casa dos Senhores de Xibalba e os muitos desafios que eles tiveram que superar.  Similarmente, textos como o do Livro Egípcio dos Mortos descrevem o caminho pelo qual o deus-rei morto deve viajar para entrar no Duat. Tal como o Popul Vuh, o caminho é repleto de desafios, pelos quais um indivíduo deve passar para entrar no reino dos mortos, o submundo.

O Vishnu Purana declara que os níveis mais profundos do submundo, Patala, podem ser encontrados a 70.000 yojanas abaixo da superfície da Terra. Gilgamesh, no épico que carrega seu próprio nome, é descrito como tendo que viajar vinte léguas em profunda escuridão, até conseguir chegar numa câmara repleta de luz no submundo.

Descrições similares dos lares dos deuses do submundo estão espalhadas por toda a mitologia. Enki, deus da FERTILIDADE, cuja casa é localizada nas águas profundas, é descrita como sendo construída em ouro, prata e lapis lazuli. Até mesmo os escritores, tais como o filósofo grego Platão, repercute esta noção. Ele acreditava que a Terra era repleta de cavernas com água, ar, árvores, frutas e flores.

Surpreendemente, Platão confirma ainda outra alegação da ovniologia moderna. Platão declarou que estas cavernas são conectadas umas às outras pelos canais subterrâneos. Mas Platão não é o único a falar sobre os túneis abaixo da superfície da Terra. Lendas incas falam de vastas redes de túneis que vão por todo o planeta, interligando cidades subterrâneas.

Quando Pizarro e os conquistadores espanhóis entraram no Peru, eles raptaram o imperador inca Atahualpha e o detiveram para o recebimento de um resgate. Eles demandaram que lhes fossem entregue ouro suficiente para encher uma sala, em troca do retorno do imperador.

Os homens de Pizarro escutaram rumores de que o ouro inca estaria sendo armazenado numa vasta rede de túneis subterrâneos. Os túneis tinham milhares de anos de idade e se estendiam por quilômetros abaixo da capital inca. Em recentes anos, aventureiros que entraram nas cavernas abaixo de Cuzco nunca mais foram vistos.

Um homem conseguiu sair vivo dos túneis e trouxe consigo duas barras de ouro. De acordo com as autoridades, ele enlouqueceu. As entradas para os túneis foram obstruídas em nome da segurança - pelo menos esta é a verão oficial.

Os apaches reportam que seus ancestrais se refugiaram em túneis antigos durante um cataclismo que ocorreu na Terra. Eles vagaram por imensas passagens por anos, carregando a semente para vida no novo mundo.

Presença Extraterrestre

Resultado de imagem para Bases Subterrâneas"

Mas que tal as alegações de muitos ovniólogos sobre estas bases que estariam sendo usadas para a engenharia genética? De acordo com suas asserções, é no nível mais baixo, no nível 7 da base em Dulce, que os extraterrestres estão engajados neste tipo de experimento.

Novamente, a mitologia dá apoio à esta premissa. Os nativos americanos por todos os EUA são os que mais falam a respeito deste tópico. Os Apaches Jicarilla, os Navajos e os Hopis possuem tradições sobre a criação do homem e a sua emergência a partir das profundezas da Terra. Os índios algonquinos contam:

Assim o mundo subterrâneo mais baixo se tornou repleto de coisas vivas, cheio de criaturas ‘não acabadas’, similares a répteis, rastejando uns sobre os outros na escuridão”.

Neste assunto eles não estão sós. O sacerdote da Babilônia, Berosus, contou a respeito das criaturas horrorosas que habitam os reinos subterrâneos. Ele descreve homens com um corpo, mas duas cabeças, alguns com pernas e chifres de bodes e até mesmo com a parte traseira de cavalos e corpo de homem.

Em resumo, havia criaturas nas quais eram combinados membros de todas as espécies animais.”

Mas voltandoà base de Dulce, de acordo com relatos de alguns estudiosos do fenômeno dos OVNIs, estes experimentos genéticos estão sendo conduzidos por um grupo de alienígenas reptilianos nos níveis mais baixos da base.

Thomas Castello, um ex-segurança da base, testemunhou que a base de Dulce possui instalações subterrâneas de 7 níveis, com os andares mais baixos descritos como uma série de cavernas naturais. astello acreditava que estas cavernas eram usadas por diferentes raças extraterrestres num passado remoto.

Na cosmologia hindu, as Nagas (serpentes) uma vez viveram sobre a Terra, mas o grande deus Brahma as enviou para as profundezas dos mares e para o sétimo nível de seu reino subterrâneo chamado Patata.

Na descida ao Mundo Baixo, da Inana suméria, Inana precisa passar através de sete portões para finalmente alcançar as profundezas do submundo.

A lenda azteca diz que Quetzalcoatl, a serpente com penas, foi até Mictlan, o Submundo Azteca, e criou o homem usando seu próprio sangue e os ossos de uma raça anterior.

Através da mitologia o ato da criação humana está sempre associado com um grupo específico de deuses da FERTILIDADE. Ao redor do mundo, os deuses da fertilidade são tradicionalmente ilustrados como reptilianos ou anfíbios em natureza e aparecem em arte como uma mistura entre um homem e um peixe, ou um homem e uma cobra.

A Agenda Alienígena: A Nova Ordem Mundial

Um número de indivíduos também argumenta que a verdadeira agenda reptiliana é a de nos controlar, com o objetivo de dominar o planeta. Eles citam o desenvolvimento da Nova Ordem Mundial.

Proponentes desta teoria acreditam que os reptilianos, ou o produto de seus experimentos de manipulação genética, pretendem tomar o controle da superfície da Terra.

Esta tomada está sendo orquestrada por um grupo extremamente poderoso e influente, do qual fazem parte muitas das pessoas mais ricas do mundo. Alguns alegam que os membros desta elite sejam na verdade geneticamente inter relacionados.

Sua meta é a de manter todo o homem, mulher e criança obediente à sua agenda. Os reptilianos também são acusados de querer reduzir a população da Terra e estar empregando armamentos, tais como as chemtrails, organismos geneticamente modificados, vacinas e vírus artificiais para a redução do nosso número.

Alega-se que é mais fácil controlar 500.000 ou um milhão de indivíduos do que os 7 bilhões que atualmente vivem na Terra.

Uma olhada à mitologia relativa a esta alegação realmente possui algum embasamento de apoio. A ideia de reduzir a população na Terra não é um conceito novo. No épico sumério Atrahasis, encontramos uma história onde os deuses fazem exatamente isto.

Mil e duzentos dias após a criação do homem, o número de pessoas que habitava a Terra cresceu. Seu ‘ruído’ perturbava o sono do deus do céu, Enlil. Então Enlil decidiu enviar uma praga para destruir a população.

Isto funcionou por algum tempo, mas quando outros 1200 anos se passaram, a população havia crescido novamente e Enlil ficou mais uma vez perturbado pelo ruído.

Desta vez, para diminuir o número de pessoas, ele ordena ao deus do trovão, Adad, a segurar as chuvas, e assim o mundo sofreu com uma grande seca onde um vasto número de pessoas morreu.

A população continuou a crescer, e após mais 1200 anos o ruído se tornou novamente muito agressivo para os ouvidos de Enlil. Querendo aliviar este problema, ele diz aos deuses para segurarem todos os dons da natureza. Isto continuou por seis anos e, como o texto descreve, as pessoas da Terra foram reduzidas ao canibalismo para poderem sobreviver.

Enki, o deus da FERTILIDADE, tentou salvar as pessoas da fome. Isto deixou Enlil ainda mais furioso. Finalmente, Enlil, num ato de vingança, decidiu destruir a raça humana de uma vez por todas.

Ele planejou isto através da inundação do mundo. Enki, uma vez mais, interferiu e salvou a humanidade da total destruição. Ele alertou a Atrahasis da iminente enchente, e disse à ele para construir um barco para salvar a ele e a sua família.

Inúmeras teorias têm sido postuladas, à medida que tentamos procurar a verdade sobre o nosso lugar no Universo.  A mitologia apoia algumas destas teorias. É difícil determinar se os criadores destas teorias basearam suas conjecturas usando o mito como suas fundações, suas próprias experiências ou algo mais.

Porém, o que parece evidente é que muitas das informações que os pesquisadores do fenômeno dos OVNIs estão trazendo à luz são paralelas aos mitos e lendas que foram passadas a nós da antiguidade.

O texto acima não reflete necessariamente o ponto de vista do OVNI Hoje, mas é trazido aqui para a informação e troca de ideias de nossos leitores.

leia mais...

Os Arcontes: uma raça extraterrestre hostil que dominou o mundo (Video)

Os Arcontes foram mencionados na antiguidade como os servos do Demiurgo, o Deus criador permanente entre a raça humana e um Deus transcendente.
Arconte é também uma palavra grega que significa "governante", que também era freqüentemente usado na antiguidade como o título de uma certa função pública em um governo. Se dermos uma olhada nos Arcontes de um ponto de vista gnóstico, entenderemos que, nesse contexto, eles foram considerados os anjos e demônios do antigo testamento.
.
A hipóstase dos arcontes: os criadores divinos do universo e da humanidade
Os governantes fizeram planos e disseram:
"Venha, nós acreditamos em um homem que será a terra da terra". Eles modelaram sua criatura como uma criatura da terra.
Agora o corpo de governantes que tem [...] mulheres é com o rosto de uma besta. Eles tiraram um pouco da terra da terra e moldaram seu homem de acordo com seu corpo e de acordo com a imagem de Deus que apareceu nas águas.
Eles disseram: "Venha, vamos a mão através da forma como modelado, para que possa ver o seu homólogo masculino [...] e podemos tirar proveito de com a maneira como nós modelamos" - não entender o poder de Deus, por causa de sua impotência E ele respirou em seu rosto, e o homem veio a ter uma alma (e permaneceu) na terra por muitos dias.
Mas eles não podiam fazer surgir por causa de sua impotência. Como os ventos da tempestade, eles persistiram (soprando) para tentar capturar aquela imagem que lhes aparecera nas águas. E eles não sabiam a identidade do seu poder.
.
Também chamado de A Realidade dos Governantes, a hipótese de Archons é uma exegese-a interpretação religioso-crítica de um texto no Livro de Gênesis 1-6 e expressa a mitologia gnóstica dos criadores divinos do cosmos e da humanidade. O Livro do Gênesis é o primeiro livro da Bíblia hebraica (o Tanach) e do Antigo Testamento cristão.
.
Este antigo texto foi reverenciado entre muitos outros da Biblioteca de Nag Hammadi. A biblioteca de Nag Hammadi, também chamada de "Manuscritos de Chenoboskion", ou "Evangelhos Gnósticos" é uma coleção de uma série de textos cristãos e gnósticos antigos encontrados no Alto Egito em 1945.
Acredita-se que a realidade de governar a ser escrito em algum momento durante o terceiro século dC Os pesquisadores acreditam que se originou a partir de um período tradicional, quando o gnosticismo estava se tornando um estado puramente mitológico em uma fase filosófica.
.
A escrita é apresentada como uma instrução sobre o assunto dos governantes (arcontes) do mundo mencionado por São Paulo. A intenção expressa deste escrito é ensinar a verdade sobre os poderes que têm autoridade sobre este mundo. A história começa com o orgulho do demiurgo, o arconte supremo, em palavras atribuídas ao Deus da Bíblia:
"Eu sou quem eu sou, Deus não é nada separado de mim".
A realidade dos governantes é apresentada como um tratado aprendido onde um professor aborda um tópico sugerido pelo destinatário do trabalho. O tratado começa com um fragmento de cosmogonia, que orienta uma "história verdadeira" revisionista de eventos na história da criação em Gênesis, revelando uma desconfiança gnóstica do mundo material e o demiurgo que a concebeu.
.
Um "diálogo da revelação angelical" emerge nesta narrativa em que um anjo repete e elabora o mito da criação fragmento do autor em um escopo muito mais amplo, concluindo com uma profecia histórica da vinda do Salvador e o fim dos dias.
.
Bentley Layton, Professor de Estudos Religiosos (Cristianismo Antigo) e Professor de Línguas e Civilizações do Próximo Oriente (copta) na Universidade de Yale escreve: "A Realidade dos Governantes" ( "Hypostasis do Archons") conta a história gnóstica criando Yaldabaoth a Noé e do dilúvio e termina com uma previsão da vinda final do Salvador, a destruição de poderes demoníacos ea vitória dos gnósticos.
.
Como Roger A. Bullard disse em seu livro "A Hipóstase dos Arcontes: o texto copta com tradução e comentários", o início eo final do texto são cristãos gnósticos, mas o resto do material é uma história mitológica sobre a origem e natureza dos poderes de arconte que povoam os céus entre a Terra e o Ogdoad, e como estes eventos antigos influenciam o destino do homem.
.
Apesar de não estar relacionado neste ponto, é possível que os chamados Arcontes estivessem de alguma forma ligados aos Anunnaki Antigos? Assista ao vídeo abaixo para obter mais informações sobre os Archons e deixe seu comentário abaixo.
ufospain
leia mais...

Astrônomo explica o misterioso efeito do planeta 9 / Nibiru no sistema solar


A atração gravitacional do misterioso planeta Nine ou Nibiru poderia ter um efeito estranho em todo o sistema solar se for demonstrado que existe, disse um astrônomo em um surpreendente estudo.
.
O Planeta Nove é um grande corpo teórico nos confins do sistema solar depois de Plutão, o Cinturão de Kuiper e escondido dos telescópios da Terra. Embora o planeta Nove ainda não tenha sido observado diretamente, a evidência de sua existência está se acumulando.
.
O astrônomo Michael Brown, da Universidade do Sul da Califórnia, acredita que o misterioso planeta está 20 vezes mais distante que Netuno, mas seu tamanho é semelhante ao do planeta congelado.
.
O astrônomo também acredita que alguns cientistas examinarão em breve a localização do Planeta Nove e, quando o fizerem, os efeitos gravitacionais do planeta sobre o restante do sistema serão revelados.
.
Conversando com Linda Moulton Howe de Coast to Coast rádio AM, o especialista disse:
"Na parte interna do sistema solar dentro dos partidos que conhecemos, Planeta Nine não tem efeito sobre os planetas interiores e você pode entender por que "
"É sete vezes mais massivo que a Terra e 500 vezes mais distante do Sol do que da Terra."
"Júpiter, por outro lado, é 300 vezes a massa da Terra e apenas cinco vezes mais distante do Sol do que a Terra."
Nibiru, o planeta dos Anunnaki, o grande encobrimento
"Portanto, Júpiter tem um grande efeito sobre os planetas do sistema solar e ninguém tem medo de que Júpiter nos destrua repentinamente."
"O único efeito que tem é que em quatro bilhões de anos é capaz de lentamente inclinar as órbitas dos planetas, mas mesmo isso é um efeito muito, muito pequeno."
O astrônomo disse então que existe a possibilidade de que o misterioso planeta seja confirmado em janeiro de 2020.
.
O Dr. Brown e seu colega Konstantin Batygin inicialmente apresentaram sua hipótese sobre o Planeta Nove em um artigo de nove páginas intitulado Restrições Observacionais na Órbita e Localização do Planeta Nove no Sistema Solar Externo.
.
Desde então, os astrônomos concentraram a maior parte de suas pesquisas na detecção do planeta fugitivo.
.
A agência espacial norte-americana NASA estava interessada na investigação em 2017, afirmando que "agora é mais difícil imaginar nosso sistema solar sem um Novo Planeta do que com um".
Nibiru: Cientistas planejam pesquisar "Planeta X" no plano de fundo das microondas cósmicas
O Dr. Brown disse:
"Estou sempre muito otimista. Konstantin Batygin, meu parceiro em tudo isso, é muito mais pessimista e, portanto, você deve ter meu otimismo com um grão de sal e depois levar seu pessimismo com um grão de sal. "
"Ele acha que vai nos levar mais 10 anos, acho que vai nos levar um ano."
"Isso pode significar mais três anos de pesquisa, mas ainda sou muito otimista."
.
No início deste mês, o professor Batygin disse que o Planeta Nove é um planeta chamado "supertierra" cinco a dez vezes maior que o nosso planeta.
.
O astrofísico do Instituto de Tecnologia da Califórnia disse: "Com cinco massas de terra, o Planeta Nove se assemelhará a uma Terra supersolar típica".
.
Os astrônomos acreditam que o Planeta Nove é a razão pela qual objetos no Cinturão de Kuiper, uma região de asteróides além de Plutão, tendem a se agrupar.
misterio.tv
leia mais...

Cientistas: somos parte do zoológico de uma civilização extraterrestre


Estamos sozinhos no universo? Essa questão esteve presente na humanidade, praticamente, desde que começou a investigar sobre o espaço e perceber que a Terra não era o único planeta que existia. Desde que a vastidão do universo foi descoberta, outra questão surgiu: os alienígenas sabem de nossa existência, nos monitoram ou nos controlam?
.
Para pesquisadores e estudiosos da ufologia, essa é uma verdade inquestionável e a evidência está na imensa quantidade de avistamentos de OVNIs que foram vistos ao longo da história.
.
Os alienígenas vêm para a Terra. Curiosidade, estudo, ninguém realmente sabe. No entanto, um grupo de cientistas deu uma nova teoria que poderia ser muito mais assustadora ou, pelo menos, perturbadora. Seja mundos se eles nos observarem , porque somos parte de uma espécie de exibição de espécies. Um zoológico galáctico.
Cientistas revelam que somos parte de um zoológico extraterrestre
Uma civilização extraterrestre nos observa  como se fossemos um zoológico galáctico?
.
Não conseguimos entrar em contato com os alienígenas, mas eles estão em contato conosco há muito tempo. Não de uma forma direta, é claro, mas os próprios alienígenas nos colocaram em uma espécie de quarentena galáctica ou "zoológico".
.
Essa é uma das possibilidades mais consideradas por uma equipe de cientistas que se reuniu na semana passada em Paris para discutir a razão pela qual ainda não conseguimos fazer contato extraterrestre com outras inteligências avançadas.
.
De acordo com o que foi relatado pela Forbes, cientistas de diferentes ramos da ciência reuniram-se no museu da Cité des Sciences et de l'Endustriem em Paris para tentar explicar o que ficou conhecido como o paradoxo de Fermi.
Cientistas revelam que somos parte de um zoológico extraterrestre
Uma civilização extraterrestre não quer que façamos contato com eles
.
Neste contexto, os pesquisadores da organização METI (Messaging Extraterrestrial Intelligence) propuseram uma nova teoria que gerou uma grande controvérsia. E é isso de acordo com a pesquisa deles, extraterrestres superiores à nossa civilização têm evitado o contato com a humanidade para se tornarem conhecidos de propósito.
.
A razão para isso poderia ser, segundo os cientistas: a humanidade não saberia como lidar com uma realidade onde não somos os únicos.
.
Jean-Pierre Rospars, diretor de pesquisa do Institut National de la Recherche Agronomique, diz que é como se os estrangeiros foram impor uma espécie de cuaretenta nós, porque eles percebem que conhecê-los pode mudar completamente a nossa cultura.
.
A evolução cognitiva na Terra mostra características que são aleatórias, seguindo caminhos previsíveis. Pode-se dizer que o surgimento contínuo de diferentes civilizações inteligentes no Universo é algo a ser esperado.
.
Para quebrar o silêncio, os cientistas pensam que se deve considerar o uso de técnicas muito mais diretas.
.
Douglas Vakoch, que é presidente do METI, faz uma espécie de comparação em que coloca a humanidade como um animal, neste caso, uma zebra, que, de um momento para outro se reúne visitantes olhar para ela, e atinge o Eu piso com suas pernas repetindo números primos.
.
Esse mesmo comportamento estranho, sem dúvida, provocaria algum tipo de resposta por parte do observador ou, pelo menos, o levaria a reconsiderar a inteligência do animal que ele está olhando.
Anúncios
Os cientistas revelam que somos parte de um zoológico extraterrestre-3
Não cabe a nós entrar em contato com outras formas de vida
.
Possivelmente os alienígenas têm nos observado da mesma forma que a humanidade olha para os animais dentro de um zoológico. A questão é como podemos fazer este guardião nos mostrar.
.
Até agora, as tentativas de contatar o SETI com sinais de rádio não foram bem-sucedidas, embora as iniciativas modernas, como a apresentada por Breakthrough Listen, sejam promissoras. No entanto, parece que não depende de nós.
.
Embora também seja lógico. Se os alienígenas nos visitam, é normal controlar o nível de contato com civilizações mais primitivas e não vice-versa.
.
A verdade é que essa ideia também não é nova. Dentro do campo de estudo UFO, a comparação com um zoológico tem sido objeto de debate há décadas. Debate que incluiu inclusive um ex-padre católico, Salvador Freixedo.
leia mais...

RANDOM

 
Copyright © 2014 UFOLOGIA ORIGINAIS • All Rights Reserved.
Template Design by UFOOVNI • Powered by Blogger
back to top